Início amor Responsabilidade emocional afetiva – O que isso significa?

Responsabilidade emocional afetiva – O que isso significa?

0
1298
Responsabilidade emocional afetiva
Responsabilidade emocional afetiva

Para quem gosta de uma boa discussão madura, a responsabilidade emocional afetiva é quase como uma expansão de um relacionamento.

Certamente, não só de relacionamentos românticos entre um casal, mas sim nos relacionamentos como um todo.

Índice – Responsabilidade emocional afetiva 

Índice do Conteúdo

Contudo, aproveite este artigo para que refletir sobre todas as suas relações por aí, sejam elas com:

  • interesse amoroso;
  • família;
  • amigos;
  • colegas de trabalho.

Enfim, se você quer saber o que podemos aprender com relações maduras e com identidade, continue comigo. E vamos juntos entender o que faz a responsabilidade emocional afetiva, ser um dos pilares da felicidade e equilíbrio de um casal.👫

A projeção das ilusões

É completamente normal cometer o erro de achar que o outro deve cumprir com as expectativas que você mesma gerou.

Afinal de contas, quem nunca criou fantasias dignas de contos de fada com alguém?

No entanto, deixa de ser saudável à medida que isso vira uma obrigação, sendo imposta por qualquer uma das partes (pois é possível que você também esteja sendo cobrada).

Contudo, a responsabilidade emocional com o outro funciona como um constante estado de alerta, onde em um esforço diário, vocês mantêm o seu relacionamento com uma certa vigilância.

O que não quer dizer que é preciso haver paranóia (pelo amor de Deus😂)

Apenas que, se você dois têm expectativas um sobre o outro, que tal agir de maneira natural e respeitar as diferenças, mesmo que elas contrastem com as suas fantasias?

Pois o nome disso é maturidade, e com certeza se vocês souberem equilibrar bem a projeção das ilusões, é possível que o relacionamento dê certo.

Dicas para ter um relacionamento saudável – iQuilibrio

Consequentemente ambos aprendem a amar um ao outro com cada detalhe, incluindo os defeitos, tornando-os assim, o tempero dessa relação.

Tenha consigo a plenitude do amor, e descubra agora como sua vida pode estar livre das amarras!

relacionamentos tóxicos

Cuidado com a co-dependência

 A psicologia explica que, por mais que nós seguramos nossos impulsos movidos por uma relação, é comum que em algum momento, expressamos as nossas emoções de maneira desenfreada.

Pois, é como se uma locomotiva do amor estivesse saindo do peito, e não há nada que possa pará-la.

Contudo, nessa ânsia de demonstrar o amor a todo custo, cria-se um sentimento reverso do autocuidado e da responsabilidade emocional afetiva

Me refiro a co-dependência. Que é basicamente um sentimento gerado a partir da impressão de insignificância criada por essa “devoção falsa”.

Inclusive deixo aqui um alerta, pois se você tem o costume de:

  • perdoar todos os erros de maneira cega;
  • colocar os seus valores abaixo dessa relação;
  • joga o seu orgulho no lixo;
  • não consegue se separar da pessoa mesmo que ela te faça mal;
  • aceita migalhas de atenção e carinho.

Bem…então há uma grande possibilidade de que você seja uma pessoa co-dependente.

Contudo, o meu alerta é para que você evite que esta seja uma ponte para um relacionamento tóxico ou pior, uma síndrome de estocolmo a qual você não consegue se livrar!

Enfim, para todos os efeitos, procure ajuda psicológica.

Transmissão da responsabilidade emocional com o outro

Vamos partir da ideia de que você já esteja em um relacionamento de médio ou longo prazo.

Contudo, ao ter responsabilidade emocional, seu significado ganha um espaço a mais em sua vida. Pois se trata de um trabalho em conjunto, e não um esforço feito por um lado apenas e responsável por sustentar dois.

Pense no relacionamento como uma via de mão dupla, onde se apenas uma pessoa se esforça para manter a saúde dessa relação, então é bem provável que ela não se sustente.

Logo, a transmissão da responsabilidade  não deve nunca ser baseada na omissão da insatisfação.

Pois não é justo que uma pessoa viva diariamente insatisfeita enquanto a outra está acomodada e em sua zona de conforto!

Uma dica que eu te dou é: converse com o seu parceiro(a), e tente colocar na mesa todos os detalhes desta relação que está impedindo a responsabilidade emocional afetiva.

Mas e se nada der certo?

Bem, então está na hora de rever os seus conceitos.🙍

Aprenda hoje mesmo sobre os pilares de um relacionamento saudável e duradouro!

simpatia-esquentar-relacao

Responsabilidade emocional: Significado de um casal forte💪

Parte do que faz um casal alcançar o monte olimpo da responsabilidade emocional afetiva, é a pura e simples parceria!

Pois quem não é parceiro do seu/ sua parceiro(a)?

Nada como passar uma noite em claro pensando “como vamos pagar esse boleto que vence amanhã?”

É simplesmente edificante!

Exageros à parte, vamos falar sobre o que torna essa relação algo quase utópico, mas sem tirar os pés do chão.

Semelhantemente aos romances de cinema, o relacionamento pode muito bem passar por perrengues e seguir forte. Pelo simples fato de que um não desiste do outro.

Contudo, ao passar por problemas como:

Enfim, quase em todos esses momentos, o casal passa por um “divisor de águas”.

Onde a responsabilidade emocional afetiva ganha destaque na evolução dessas pessoas como seres humanos que se amam.

No entanto, mesmo que este casal esteja passando por uma crise emotiva, ao rever os conceitos é possível que a paixão seja reacendida e o relacionamento passe a estar em um novo nível de maturidade.

Porém, os problemas podem enfraquecer um casal caso não haja reciprocidade na relação. O que é um fator determinante para que tudo vá por água abaixo.

Seja o milagre!

Por fim, eu abro uma questão para você

Faça uma reflexão sobre seu relacionamento!

Pense no que há de bom e de ruim, e como vocês podem fazer para ao menos equilibrar essa relação.

Afinal, é disso que se trata, equilíbrio.

Coloque numa balança de maneira justa, a responsabilidade emocional afetiva e em como ela é tratada por vocês dois.

Além disso, busque dentro de você a resposta para o seu íntimo, de maneira independente.

“O que me faz feliz nesta relação”

“O que me desagrada mas tenho medo de dizer”

“Quais os meus desejos”

Enfim, você terá uma nova concepção.

No mais, para saber o que a responsabilidade emocional afetiva pode significar em um novo patamar, esteja com a mente aberta e desapegada!

Desejo que você esteja sempre bem, e que seu relacionamento esteja prestes a passar pela sua melhor fase.

Nos vemos no próximo artigo, até lá!

Tenha plenitude dentro e fora do amor, com maturidade e respeito próprio!


Assista este vídeo e descubra mais dicas sobre relacionamentos:

Rate this post

Estamos Online