Início Dicas de Bem-Estar Amor Saiba identificar quando o “amor” se torna um perigo

Saiba identificar quando o “amor” se torna um perigo

0
498
Relacionamento abusivo

Falar sobre relacionamento abusivo e como saber identificar, é um tanto quanto delicado. Pode haver quem diga que a espiritualidade não tem muito haver com esse tipo de identificação. Concordo em partes, acredito que não se deve abandonar a medicina tradicional (terapias), mas podemos complementar com a espiritualidade traçando um caminho de autoconhecimento.

Em outras palavras, isso acontece porque falamos para um público que em sua maioria são mulheres; mulheres fortes, empoderadas, independentes e que estão em busca do autoconhecimento e do amor próprio.

Índice – Relacionamento abusivo

Saiba reconhecer os sinais de relacionamento abusivo

E já que falamos tanto sobre amor e autoconhecimento, hoje vamos conversar sobre relacionamentos abusivos. É um tema importante e deve ser tratado com cautela, pois é algo que pode interferir negativamente na primeira impressão de leitura. 

Em conclusão, tudo na vida é aprendizado, nós não nascemos sabendo das coisas, então vamos aproveitar esse contato que temos, para construirmos algo legal e sólido, juntos!

Por isso compartilhe esse conteúdo com quem precisa, e nunca deixe de oferecer a sua ajuda. Você também pode contar com nossa equipe para te atender e te direcionar em suas questões amorosas e nos relacionamentos.

Para receber direcionamentos sobre sua vida amorosa, clique aqui!

Séries que imitam a realidade de um relacionamento abusivo

Na plataforma de streaming Netflix, tem dois seriados que abordam esse assunto de maneira muito clara, são eles: Maid, e Bom dia Verônica. Duas tramas muito envolventes e que escancaram o desafio de mulheres que vivem sob o jugo (fardo) de um homem perverso, que as maltrata e agride psicologicamente (algumas vezes fisicamente também) em nome do “amor” e do “cuidado” que tem por elas. 

O mais triste é vê-las aceitando tais situações (até certo momento), como se você fosse o preço a se pagar por amor, quando na verdade não é!

Detalhe importante: esses abusos não são coisas que acontecem apenas em relacionamentos heterossexuais, infelizmente podem ocorrer em qualquer tipo de relacionamento.

Vale a pena você assistir a uma dessas séries, e também começar a procurar ajuda de um terapeuta. Isso não é motivo de se envergonhar e muito menos mostra que você é mais fraca ou que não sabe lidar com as coisas. É literalmente o contrário, você é corajosa o suficiente para enfrentar “de frente” os seus problemas.

Você consegue!

Mas eis aqui um segredo, quando você conhece a si mesma e se ama, a sua visão fica treinada para identificar os abusos muito rapidamente, e a sua sabedoria adquirida com o autoconhecimento te dá meios para sair ou contornar esse tipo de situação.

Afinal de contas, só você sabe do seu valor e das bagagens da vida que carrega. É por isso que merece ser tratada com dignidade e honra, e ser muito amada!

Padrões de relacionamento

Saiba identificar um relacionamento abusivo 

Não é difícil identificar esse tipo de situação, ainda mais quando você possui essa capacidade de questionamento, significa que está com muitos pontos positivos. Ou seja, você tem maturidade para avaliar criticamente uma situação, mesmo estando dentro dela. 

Para identificar, se faça as seguintes perguntas:

  • Estou me sentindo confortável neste relacionamento?
  • Qual é o motivo do meu desconforto e o que pode estar causando essa situação?

Depois de fazer essas duas perguntas, reflita bem sobre como seu parceiro te trata, se é da forma como você gostaria, ou se falta respeito a você; se falta reconhecimento da pessoa que você é, e de todas as suas qualidades.

Lembre-se!⚠

A agressão não acontece apenas fisicamente. Muitas mulheres, não conseguem denunciar por achar que como não ocorre agressões físicas, não é um abuso. Muito pelo contrário, palavras, discursos passivos-agressivos, ações veladas, entre outros, também simboliza que você está passando por abusos.

Se você identificou coisas pendentes na sua relação, vale a pena tentar ter uma conversa sincera com seu parceiro, para expor a forma como você se sente. Mas claro, essa conversa só pode acontecer se seu parceiro for alguém aberto ao diálogo. Se ele não for aberto ao diálogo procure ajuda.

como-salvar-relacionamento

Tipos de abusos – relacionamento abusivo

Vamos mostrar uma lista com tipos de abusos, que também são conhecidos por violências. As principais são: doméstica, familiar, e de gênero.

Essas violências geralmente se revelam se você se relaciona com alguém que por vezes toma postura de ditador, e que gosta de dar ordens e estar sempre sob o controle de tudo à sua volta, não te dando liberdade nem espaço, e por vezes te privando de algumas coisas.

Para definir melhor, existem:

  • Violência física – Vai contra a integridade do seu corpo, do seu templo, te machuca fisicamente;
  • Violência psicológica – São palavras e ações que te causam dano emocional, que abaixe sua autoestima. Como: chantagens, insultos, ameaças, humilhação, manipulação e isolamento;
  • Violência sexual – Mediante coação e intimidação busca relações sexuais não desejadas e não autorizadas;
  • Violência patrimonial – Quando seus bens materiais e econômicos são tomados de você, e se “tornam” posse de alguém que quer te privar de tomar decisões e viver livremente;
  • Violência moral – Violência pautada na difamação, calúnia e injúria.

Cada uma dessas violações da sua integridade como ser humano configura aspectos de um relacionamento abusivo. Nesse caso o “amor” ou qualquer que seja o tipo de relação, já se tornou um perigo para ambas as partes.

Por isso é tão importante saber identificar o quanto antes e tentar parar, ou se desvencilhar dessa situação perigosa. 

Nesta tarefa o autoconhecimento é fundamental para te ajudar a descobrir o seu potencial e as coisas que você precisa e merece! 

Vale ressaltar, que esses abusos são encontrados fora do contexto de amor e relacionamentos também, por isso é importante estar sempre atento. Como por exemplo, no trabalho, na família, nos ciclos sociais em geral. Por isso, tanto se fala em machismo e outras formas de preconceito em várias esferas da sociedade.

Relacionamento abusivo – Identifiquei, e agora, o que eu faço?

Em alguns casos pode não ser tão simples tomar alguma decisão, por causa de vários fatores. Mas é importante que você saiba recorrer aos meios que podem te oferecer apoio e suporte para enfrentar essa situação e conseguir sair dela segura(o).

Portanto, para a proteção em caso de violências e abusos, existem canais que prestam esse auxílio a mulheres, pessoas trans, e a todos que precisarem.

Os recursos disponíveis vão desde canais de atendimento, até gestos que você pode fazer com suas mãos. Vamos listar aqui alguns canais que são meios de pedir ajuda:

Relacionamento abusivo

É importante saber que você não está sozinha, existe recursos para te ajudar. Você pode até achar que está exagerando na atual conjuntura de sua vida, mas no fundo sabe o momento de pedir ajuda, ainda mais quando você se sente presa em uma situação onde lhe causa medo, dúvidas, angústias, tristezas, acuamento ou ainda sentimento de incapacidade!

como melhorar a comunicação no relacionamento

Alerta: relato de relacionamento abusivo!

Há algum tempo, viralizou na internet um caso em que uma mulher estava sofrendo agressões e outros tipos de violência em casa; ela decidiu ligar para a delegacia, fingindo que era para a pizzaria, e sem que o marido percebesse ela pediu uma pizza para o policial que a atendeu.

O policial competente que era, logo identificou o pedido de socorro, e registrou a ocorrência, enviando imediatamente o socorro até a mulher. 

Na maioria dos casos, não é fácil realizar a denúncia. Isso porque geralmente as vítimas são controladas. Mas, é possível encontrar meios para que consiga comunicar a situação.

Gestos que podem te ajudar em caso de violência contra a mulher

Entretanto, assim como essa mulher pode ser socorrida através de uma ligação, existem outras ações que você pode fazer, inclusive gestos para pedir ajuda.

Em suma, o mais conhecido é aquele que você estende a palma da mão em direção a pessoa a quem vai pedir ajuda, fecha o dedo polegar e em seguida fecha os outros dedos por cima do polegar. Se um dia precisar se valer desse gesto, faça-o discretamente!

Se alguém vir e puder identificar, irá te ajudar acionando a polícia ou te ajudar de alguma outra forma.

Do mesmo modo, outro gesto que se popularizou bastante é fazer um X em vermelho na palma da mão, com batom ou outro material vermelho, pode ser num papel também. Fazendo isso na rua ou em uma vídeo chamada, é uma forma de não deixar tantos rastros ao pedir ajuda se estiver numa casa ou ambiente violento. 

Dia da renovação espiritual 
Dia da renovação espiritual

Você merece amor e respeito!

À primeira vista, a violência doméstica, familiar, e de gênero, são assuntos que não estão disponíveis em nossos ciclos sociais, e também não são debatidos abertamente, apesar da triste realidade que vivemos hoje.

Mas nós podemos mudar essa realidade, com esforço e comprometimento, indo em defesa daqueles que não podem medir forças com um agressor, ou abusador!

Por esses motivos, se faz importante estar sempre munido das melhores e mais completas informações para ter aparatos e formas de agir contra, e também se defender de agressores e abusadores.

Acima de tudo, você mulher, pessoa trans, e a quem mais chegar esse post, saiba que tem muito valor, e merece ser reconhecida em sua totalidade! Você é digna(o) de respeito, e amor, não aceite nada menos que isso, em qualquer parte ou momento da sua vida!

Relacionamento abusivo não é brincadeira, ele realmente existe e geralmente é muito bem escondido!

Fale com um consultor iQuilibrio e transforme suas vivências, clique aqui!

Rate this post

Estamos Online