Espíritos Obsessores – Aprenda a se prevenir

encostos espirituais

Para identificar os espíritos obsessores, precisamos nos atentar a todos nossos pensamentos, atitudes e emoções. O autoconhecimento é a principal ferramenta para podermos reconhecer quando não estamos agindo de acordo com nossa essência.

texto-destaque-cta-1-categoria-espiritismo

texto-botao-cta-1-categoria-espiritismo

 

Aprenda a identificar e reconhecer os níveis de obsessão, bem como se manter protegido para que você não seja uma pessoa vulnerável a este tipo de ataque espiritual.

O passe espiritual é uma das maneiras existentes de manter o espírito em paz e limpo de energias negativas, conheça mais sobre o assunto em nosso blog e entenda o transtorno causado pelo espírito obsessor nesse artigo:

O que são Espíritos Obsessores?

Em geral a obsessão acontece com a ação de um espírito desencarnado, que possui muita maldade, desgosto e infelicidade adquiridos ao decorrer de sua vida carnal. Estes seres são espíritos menos esclarecidos, que vivem em plena angústia e invejam a alegria, realizações e honestidade dos encarnados. E por isso, – muitas vezes até sem perceberem – buscam fazer o mal, para aliviar toda tensão que sua existência está causando para si mesmo.

Entretanto, um ponto a ser comentado é que a obsessão não é só faculdade de um espírito desencarnado, na verdade ela é uma fonte de ódio e maldade que pode ocorrer de encarnado para encarnado e até mesmo de quem está encarnado para pessoas desencarnadas.

Os médiuns são pessoas capazes de sentir a presença dos obsessores de forma consciente ou não, (pois nem todos conhecem seu dom, ou procuram desenvolvê-lo) e desta forma esses seres os perseguem procurando por ajuda ou simplesmente para perturbá-los. Mas se por algum motivo percebem a ausência de sensitivos, eles tentarão de qualquer outra forma perturbarem outras pessoas, e por isso eles conseguem exercem fortes influências. Até mesmo médiuns podem não perceber que estão sendo acompanhados por um espírito maligno, e começam a agir estranhamente.

E é importante compreender que não é porque a pessoa tem o melhor caráter, ou muita fé que não está submetida a passar por isso. Todos nós podemos ser alvos. O grande problema é quando o indivíduo não tem consciência do quanto está fazendo mal a ele mesmo e aos outros, assim passa a ter seu próprio “eu” reprimido e agirão de maneira inconsciente ou semi-inconsciente.

Não se deve nunca afastar da espiritualidade quando houver a ação de um obsessor em nossas vidas, pois somente nossa própria força da fé será capaz de afastar e expulsar tal influência de nosso caminho.

Níveis de Obsessão

Obsessores Simples

  • O indivíduo sabe que algo negativo o influencia;
  • Há o costume de criar problematizações e empecilhos a todo tipo de causa ;
  • Pode também identificar a manifestação de ruídos.

Obsessores Fascinados

  • Neste tipo de ataque não há mais o próprio poder de decisão;
  • Suas ações são controladas por uma força maior e inexplicável;
  • É característico o isolamento, pois o espírito tentará afastar a pessoa da luz e dos bons amigos;
  • Há o abandono de questões da espiritualidade;
  • A arrogância e prepotência passam a ser constantes.

Obsessores Subjugados

  • A pessoa passa a ser totalmente controlada;
  • Há a total ação de acordo com o desejo do espírito;
  • O corpo passa a ser moradia do obsessor o qual sugará toda sua energia;
  • Para esse tipo de obsessão somente a ação de uma outra pessoa será capaz de reprimir o espírito invasor.

Como saber se está sendo obsediado?

  • As ações envergonham a pessoa;
  • Torna-se rotineiro ser negativo e contraditório;
  • Sentem a necessidade de espalhar pensamentos infundados que atingem negativamente outras vidas;
  • Há ações das quais a pessoa não sabe porque as cometeu, pois sente um impulso controlá-lo;
  • Pode sentir-se perseguido e escutar coisas estranhas ao seu redor;
  • Padrões, regras e ética são totalmente descartados nas atitudes e na comunicação;
  • Nunca enxergam saídas e pontos positivos em nada;
  • A pessoa sente-se estranhamente cansada e sobrecarregada.

Como evitar?

Existem várias formas, mas todas elas voltam ao ponto de que depende muito da força de vontade e da consciência do atingido pelo espírito maligno. A percepção e identificação das atitudes e da fala devem partir primeiramente do afetado, pois ele é o que mais conhece a sua índole e essência. Os mais fortes aliados nessa luta são os Anjos e os Anjos da guarda, sendo eles os principais combatentes dessa ação, claro que isso somente quando se trata obsessões que ainda não estão em evolução completa.

Os motivos que fazem a obsessão acontecer são diversos, mas a intensão é única: o desejo de fazer mal. Como todos esses espíritos sofrem devido às suas escolhas, eles querem que os outros sofram com eles, pois sentem alívio e prazer em atormentar os outros.

Assim, existem algumas maneiras para evitar esse tipo de situação:

  • Provar para o espírito que é impossível sermos enganados, lhe cansando a paciência até ele desistirem. Portanto, não deixar que ele tome total acesso a tudo, ignorar atitudes e pensamentos negativos e principalmente situações desconfortáveis que ocorrem no dia a dia;
  • Pedir ajuda para a ação do seu Anjo protetor (cada um possui o seu em particular);
  • Realizar Orações ou rituais que se adequam à sua crença e que possam afastar energias negativas;
  • Manter o foco no pensamento positivo, é necessário compreendermos que cada obstáculo tem seu lado positivo e foi na verdade fonte de aprendizado.

Não podemos porém, acreditar que tudo que acontece de ruim em nossas vidas é fruto de um espírito obsessor. Por isso o caminho da espiritualidade é tão importante para podermos nos fortalecer internamente, seja ele em um centro espírita, uma igreja, terreiro, templo ou qual seja seu fortalecimento interior. Nossa mente e espírito são nossos principais influenciadores e comandantes de nossa vida, por isso devemos mantê-los sempre saudáveis e equilibrados.

Sabemos que as experiências e relatos sobrenaturais existem, e podem acontecer com qualquer um, mas não podemos abrir nosso espírito para a entrada de influências negativas. Essa vida é nossa e temos o benefício e benção de possuí-la, ela é única e faz parte de um ciclo maior, por isso não devemos nos subjugar para ações de outros.

texto-destaque-cta-2-categoria-espiritismo

texto-botao-cta-2-categoria-espiritismo

Espíritos Obsessores – Aprenda a se prevenir
5 (100%) 1 vote