Início Dicas de Bem-Estar A saúde mental na pandemia não é mais a mesma: cuide-se!

A saúde mental na pandemia não é mais a mesma: cuide-se!

0
551
Saúde mental na pandemia.

A saúde mental na pandemia foi profundamente afetada e muitas pessoas, no mundo todo, começaram a adoecer. E o adoecimento não é sinal de fraqueza, como muitas pessoas acreditam.

Na verdade, a saúde mental começa a ser afetada quando somos sobrecarregados com algum problema. No caso, a sobrecarga veio com a pandemia do novo Coronavírus.

Segundo uma pesquisa realizada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), só no primeiro semestre de pandemia, 80% dos brasileiros ficaram mais ansiosos.

E não foi só a ansiedade que afetou a saúde mental na pandemia: depressão, bipolaridade e abuso de drogas também surgiram. Além disso, muita gente também relatou problemas para dormir.

Se, por acaso, você for uma dessas pessoas que teve sua saúde mental afetada na pandemia, não se sinta sozinho. Muito menos fraco ou culpado. Lembre-se que a tempestade é a mesma para todos nós, mas cada um tem suas próprias lutas e histórias.

Por isso, nós falaremos neste post sobre os efeitos da pandemia na saúde mental. Abordaremos como elas podem te afetar e o que você pode fazer para ter uma vida mais leve. Continue nos acompanhando.

Fases da saúde mental na pandemia

O ano era 2020 e o mês era março. Fomos bombardeados com milhares de informações e palavras novas entraram em nosso vocabulário: pandemia, Coronavírus, distanciamento, máscara e lockdown.

Inicialmente, muitos demoraram a entender a gravidade da situação e, nessa hora, nossa saúde mental ainda não havia sido afetada pela pandemia. O problema veio com o distanciamento social.

As preocupações afetaram o sono, o sono e o distanciamento afetaram o humor. A sensação de não saber se amanhã teríamos nossos empregos de volta, se nossos amigos, familiares e vizinhos estariam bem só piorou.

A partir daí, a ansiedade, a insônia e a depressão começaram a fazer parte da vida de muitas pessoas. Mas como lidar com isso?

Ansiedade: preocupação com tudo e com todos

Se você acha que ansiedade está relacionada a impaciência ou desejo de que algo aconteça logo, está enganado. Veja abaixo uma lista de alguns dos sintomas da ansiedade.

  • Insônia;
  • Pânico sem motivo;
  • Tensão muscular;
  • Tremores involuntários;
  • Falta de ar (sem ter causa aparente, como bronquite ou asma);
  • Respiração ofegante sem ter praticado um exercício aeróbico;
  • Medos irracionais;
  • Dores no peito sem uma causa fisiológica;
  • Batimentos acelerados.

As pessoas que sofrem com ansiedade costumam se preocupar com tudo e com todos. Mas, infelizmente, diante desse tsunami de pensamentos, o ansioso não consegue fazer metade de suas tarefas diárias.

Preocupação, nervosismo e medo intenso fazem parte do pacote e, às vezes, parece que não tem fim. Mas tem fim, sim, e tem tratamento.

Antes de mais nada, procure uma ajuda profissional, como um terapeuta ou um psiquiatra. Várias faculdades oferecem esses serviços de graça ou com um custo bem baixo. Em conjunto com a terapia, você pode meditar, entoar mantras e investir em terapias holísticas como aromaterapia e chás.

Depressão: o vazio e a falta de perspectiva

Se aquela sua tristeza está durando algumas semanas, pode ser que você seja mais uma das milhares de pessoas afetadas pela depressão. Conheça alguns dos sintomas mais comuns da depressão:

  • Perda de interesse em atividades que antes eram prazerosas;
  • Pouca energia;
  • Cansaço;
  • Ansiedade;
  • Sono perturbado (insônia ou sono demais);
  • Alteração no apetite;
  • Sentimento de culpa sem fundamento;
  • Baixa autoestima;
  • Falta de concentração.

A sensação de vazio e a falta de perspectiva de futuro estão presentes na vida de quem desenvolve depressão. Mas não fique triste, essa é uma doença que também tem tratamento e você pode voltar a sorrir, apesar da pandemia ter mudado tanta coisa.

Assim como no caso da ansiedade, você precisa procurar ajuda especializada, como terapia com psicólogos e psiquiatra. Eles poderão dar um ótimo direcionamento, ajudando você a ficar bem o mais rápido possível.

Enquanto isso, você pode fazer atividades físicas que liberam os hormônios da felicidade. Além do mais, você pode recorrer às terapias holísticas para complementar seu tratamento médico tradicional. Por exemplo, você pode utilizar óleos essenciais para combater a depressão e manter a saúde mental na pandemia.

Insônia: as intermináveis noites

O sol se põe e com ele a sua vontade de dormir vai junto. As horas vão passando e, apesar do cansaço, seu sono não aparece. Enquanto isso, mil pensamentos passam pela sua cabeça e você não consegue desligar.

Essa é a insônia, que faz você sentir sono em horários completamente inoportunos. Ou seja, ao longo do dia seu corpo quer voltar para cama e a noite ele some.

A privação de sono pode causar:

  • Alterações de memória;
  • Dor de cabeça;
  • Tontura;
  • Fadiga;
  • Alteração de humor;
  • Irritabilidade;
  • Dificuldade de prestar atenção;
  • Agravar casos de ansiedade e depressão.

Como já dissemos, o ideal é procurar ajuda médica para analisar a origem desse problema. Pode ser um reflexo de sua saúde mental em tempos de pandemia, por isso é bom conversar com um profissional.

Claro, existem algumas receitas caseiras que podem ajudar você a relaxar e ter uma noite mais tranquila. Por exemplo, você pode utilizar um óleo essencial para fazer uma inalação ou tomar um floral.

O que mais posso fazer para cuidar da saúde mental na pandemia?

Ter consciência de que está passando por uma fase difícil e que quer mudar já é um ótimo passo. Agora é necessário começar a se mexer, tirar a poeira e dar a volta por cima!

Você pode começar a praticar esportes, por exemplo. Uma caminhada, dançar, andar de bicicleta e até mesmo fazer yoga irão lhe trazer benefícios.

Exercícios físicos liberam hormônios da felicidade, ativam seu corpo e te deixam mais saudável. Comece dedicando poucos minutos do seu dia e aumente com o passar do tempo.

Além dos exercícios, você pode encontrar um hobby, como pintar, desenhar, ler e até mesmo assistir uma boa novela. O que importa é você se divertir e sentir prazer na vida novamente.

Esperamos que nossas dicas sobre saúde mental na pandemia tenham ajudado você. Conte sempre com a gente!

Grande abraço e até a próxima! ❤

Rate this post