Saiba mais sobre os Guias Boiadeiros na Umbanda

boiadeiros na umbanda

Ação, essa é a palavra-chave que define esses Guias da Umbanda. Os Boiadeiros podem parecer um pouco carrancudos, pois são de poucas palavras, mas na verdade possuem um grande coração capaz de auxiliarem a todos com muita simplicidade, fé e principalmente: o amor à vida.

Eles já participaram do mesmo plano que nós, tiveram os seus objetivos de vida carnal cumprido e decidiram se tornar Guias Espirituais da Umbanda após desencarnarem.

Receba as Mensagens Divinas Dos Orixás Por Especialistas em Jogo de Búzios Online

FAZER CONSULTA DE BÚZIOS

Todas as suas comunicações, – inclusive os pontos cantados – remetem-se a vida no campo, a força de vontade, ao amanhecer e ao despertar de atitudes e garra de um boiadeiro, vaqueiro ou pastoreiro. Portanto, possuem desde sempre uma ligação respeitosa com a natureza e com o seu ciclo harmônico e é por isso que são orientadores tão especiais em todas as giras de Umbanda que participam.

Quem é o Guia Boiadeiro?

Dentre todos os guias de Umbanda, são eles que seguem a relação com a Orixá Oyá Tempo – Logunan, que juntamente com Oxalá regem o Trono da Fé. São muito hábeis para lidarem com adversidades, pois quando vivos eram exímios conhecedores dos campos, do tempo (clima) e do temperamento instintivo dos animais.

Apesar serem espíritos, carregam nas suas memórias as lembranças da pureza dos sentimentos, onde todos eles se mostravam de maneira simples e avassaladora. São pessoas com grandes amores, devotas à terra e a tudo que eles conseguem explorar de bom dela. E é com essa fervura de energia que eles surgiram para auxiliar sem medo quem os procuram, combatem as vibrações ruins com maestria e saem à defesa daqueles que reconhecem os erros e pedem por auxílio, são muito bravos e destemidos e trarão para o indivíduo uma forte carga de vigor, com a qual ele se sentirá renovado para prosseguir com fé o seu caminho.

Quando sustentados por Ogum, esses bravos guerreiros são como guardas que utilizarão toda sua energia para defender o que pertence à Lei Maior, trazendo paz e harmonia. Já na Linha da Mãe Oyá Tempo, eles libertam os consulentes de espíritos negativos e até mesmo de obsessores.

Sendo assim, seus trabalhos não limitam-se só aos que estão vivos, os desencarnados também recebem seus auxílios. Chamam as pessoas que saíram do caminho certo de “boi”, e suas missões são todas voltadas a resgatar aqueles que fogem do caminho da verdadeira felicidade. Portando, todos que se rebelam contra a Lei Divina, possuem uma chance por meio da força dos Boiadeiros para retornarem à estrada de paz.

Uma curiosidade, é que em um determinado ponto da Linha dos Boiadeiros, começam a se manifestarem os Cangaceiros, – também presentes nos Guias Baianos – embora visto como marginalizados, esses homens lutaram contra tiranos que exploravam os povos sofridos do Nordeste, mesmo que tenham agido de maneira errada enquanto vivos, suas intenções eram todas fundamentadas no sonho de igualdade, proteção e justiça e como Guias de Umbanda, eles cumprem esse papel de maneira correta e dentro da Lei.

As características do Boiadeiro – Umbanda

O Boiadeiro na Umbanda possui o esteriótipo do homem sertanejo, de vida simples e que age instintivamente de forma que consiga compreender melhor o meio em que habita. Ele pode ser descendente de brancos, negros e índios, – um verdadeiro mestiço – queimado do sol, pois passou a vida nos campos. A grande maioria foi vaqueiro, boiadeiro, tocador de viola ou laçador.

Possui um linguajar modesto, características sisudas e é de pouquíssimas palavras, mas o seu coração o guia bravamente contra tudo que impede a corrente do bem.

Com um linguajar singular, ele expressa em adjetivos uma classificação para tudo que requer sua consideração como por exemplo:

Boi = espírito no caminho errado;

Cavalos = filhos valorosos;

Laço = é o instrumento do Tempo (Logunan);

Boiada = vários espíritos resgatados e por eles conduzidos;

Laçar = levar os espíritos à força para dentro da Lei Divina.

Ele anda sempre com seu laço ou o chicote, onde na gira de Boiadeiro na Umbanda, quando o utiliza cria ondas no Tempo, com as quais ele recolherá todos os espíritos perdidos nas energias negativas. Outro adereço muito comum é o chapéu de boiadeiro e colares feitos de pedras ou sementes.

Desta forma, nunca espere muitas palavras reconfortantes na Umbanda do Boiadeiro, pois ele agirá muito mais do que reconfortará ou expressará verbalmente. Mas tenha certeza que todo o amor pelo que faz será transmitido em seus gestos.

Nomes comuns de Boiadeiros na Umbanda

Zé Mineiro, Boiadeiro da Jurema, João Boiadeiro, Zé do Laço, Boiadeiro do Rio, Boiadeiro do Ingá, Boiadeiro de Chapéu de Couro, Boiadeiro do Chapadão, Carreiro, Boiadeiro da Serra da Estrela, entre outros.

Oferendas aos Boiadeiros

IMPORTANTE: toda oferenda deve ser orientada por alguém responsável do Candomblé ou Umbanda, cada Orixá ou Guias possuem suas peculiaridades que devem ser respeitadas e guiadas por quem os conhecem após anos de prática na religião.

Os Boiadeiros recebem as oferendas em pedreiras, espaços abertos e campinas. Os alimentos mais comuns e de maior agrado desses Guias são frutas como: abacaxi, laranja, uva, limão e carambola. As bebidas são: vinho tinto e branco, suco de frutas cítricas e até mesmo a pinga. Os pratos preferidos: arroz com lentilhas e carne seca desfiada, caldo de mocotó, arroz e feijão tropeiro, arroz carreteiro e costela de boi.

Dia dos Boiadeiros

O seu dia da semana é a terça-feira.

Cores dos Boiadeiros

Amarelo e azul escuro, algumas vezes também pode-se observar o uso de roxo e marrom.

Oração aos Boiadeiros

“Em nome de Deus, dos Divinos Tronos, dos Sagrados Orixás, dos Regentes da Lei Maior e da Justiça Divina, do Sagrado Orixá da Lei o Sr. Ogum, eu invoco a linha dos Boiadeiros onde peço a presença do meu protetor Boiadeiro ao meu lado e peço-lhe que acolha esta prece e  me auxilie dentro do meu merecimento. Peço-lhe Sr. Boiadeiro:
Que recolha todos os espíritos sofredores que estejam me acompanhando ou ligados a mim, cure e regenere seus espíritos despertando-os para o novo estado em que se encontram no mundo maior.
Envolva-me em sua vibração ordenadora re-equilibrando meu mental e tudo e todos a minha volta, para que eu comece racionalizar sobre tudo que esteja ocorrendo em minha vida.
Recolha todos os espíritos obsessores, desequilibrados, malignos e seres infernais que estejam atuando negativamente contra mim e meu familiares, enviando-os para os seus locais de merecimento como determina a Lei Maior.
Corte e anule todas as demandas e trabalhos de magia negra que estejam me prejudicando.
Afaste os inimigos encarnados e desencarnados, os conflitos, as guerras e todas as ações negativas que estão em meu caminho.
Peço-lhe que me ajude a solucionar estes problemas que estão me envolvendo e atrapalhando a minha vida.
Se essas ações provêm de ligações cármicas ou por afinidades devido à minha má conduta, peço-lhe que auxilie a mudar o meu modo de agir, de pensar e viver; para que de agora em diante eu tenha sempre uma boa conduta.
Peço-lhe que ajude a recolher minhas próprias boiadas que acabei deixando para trás no caminho da vida.
Abra os meus caminhos para que eu possa ter dias mais fartos, mais prósperos, mais iluminados e mais harmoniosos.
Auxilie-me a suprir todas as deficiências e tudo o que me falta nos Sete Sentidos de minha vida, para que eu possa me sentir pleno no Sentido: da fé, do amor, do conhecimento, da justiça, da lei, da evolução e da geração.
Para que assim eu continue forte e não fraqueje diante os obstáculo que encontrarei em minha vivência neste plano material. Peço-lhe que me coloque em equilíbrio com toda a criação divina.
Conto com vossa FORÇA, LUZ e PERSEVERANÇA. Amém!”

Pontos de Umbanda dos Boiadeiros

Ponto 1

“Seu boiadeiro por aqui choveu

Seu boiadeiro por aqui choveu

Choveu que água rolou

Foi tanta água que seu boi nadou

Foi tanta água que seu boi bebeu

Seu boiadeiro

Foi tanta água que seu boi nadou.”

Ponto 2

“Cadê minha corda

De lança meu boi

O meu boi fugiu

Eu não sei pra onde foi.”

Ponto 3

“E quem vem lá

É dois dois de ouro

Quem vem lá boiadeiro sou eu

A cancela do meio bateu

Sou eu, boiadeiro sou eu

Boiadeiro, boiadeiro

Sua boiada esparramada

Boiadeiro chama seu guia

E vai ver sua boiada.”

Saudação aos Boiadeiros

Jetuá, Boaideiro! Que significa: Salve aquele que possui braço forte, Boiadeiro!

As mãos tremem, a energia percorre todo o corpo, ela é forte, é intensa. Assim apresentam-se os boiadeiros no terreiro, destemidos e valorosos, sempre prontos para orientarem aqueles que encontram-se perdidos e fora do caminho de Luz. Eles conhecem através do amor a Lei Divina, e são incensáveis quando o assunto é perseguir o verdadeiro caminho do Pai.

As Melhores Orientações Para Sua Vida Transmitidas Pelo Poder Dos Odús

CONHECER CABALA DOS ODÚS

Saiba mais sobre os Guias Boiadeiros na Umbanda
5 (100%) 1 vote
Compartilhe!
Share

Você Também Pode Gostar De: