Os 5 passos essenciais para aprender como fazer meditação

A meditação transforma a sua vida e a das pessoas ao seu redor

Cresce cada vez mais o número de pessoas que estão abraçando a prática da meditação. Na rotina corrida que vivemos com tantos afazeres e tarefas para serem entregues com prazos apertados, o bem-estar tem se tornado luxo. As pessoas deixam de cuidar de si para trabalhar cada vez mais e se esquecem que sem saúde nada é possível. Felizmente, a conscientização a respeito da importância do bem-estar e do autoconhecimento tem aumentado mais a cada dia — e com isso, os praticantes da meditação estão crescendo aos montes, transformando suas vidas e as das pessoas ao redor.

Melhore Sua Vida Encontrando o Equilíbrio Para o Sucesso. Clique Aqui e Fale com um Terapeuta Holístico

Você sabe como fazer meditação e quais os passos essenciais para praticar no seu dia a dia? A seguir você conhecerá algumas dicas que podem te ajudar. Deixe os pensamentos negativos de lado e esqueça as obrigações: é hora de se conectar com o seu “eu interior”, limpar a sua energia e redescobrir a luz e a tranquilidade!

1. A meditação tem um como, quando e onde!

Principalmente para os iniciantes, a meditação não pode acontecer em qualquer lugar. É preciso encontrar um lugar tranquilo para conseguir se concentrar. Esse lugar precisa ser silencioso e sem interrupções. Os horários também precisam ser considerados. Você pode meditar a qualquer hora do dia, mas o mais recomendado são horários pela manhã, ao acordar, ou à noite antes de dormir.

Outro ponto fundamental antes de iniciar a meditação é encontrar uma posição confortável. Sente-se confortavelmente. Se conseguir fazer a posição de lótus, maravilha! Caso ainda não consiga, apenas cruzar as pernas é o suficiente. Coloque os braços em uma posição confortável sobre o colo ou joelhos e feche os olhos.

2. Está na hora de respirar profundamente

Agora que você está confortável e de olhos fechados, respire fundo. Tente sentir a forma com que o seu corpo reage à respiração, a forma com que se enche de ar e o peito sobe. Foque na pressão da respiração, deixe que o ar invada o seu corpo.

Com o tempo, o ritmo da respiração cairá e ele voltará a ficar natural. Concentre em você e no seu objetivo: conectar-se com o interior!

3. Sua consciência é uma montanha e seus pensamentos são nuvens

Essa é uma das melhores analogias para conseguir manter uma boa concentração durante a meditação. Quando estiver de olhos fechados e tentando focar na respiração, tente visualizar sua mente como uma montanha ensolarada. Eventualmente, algumas nuvens aparecem. Elas representam os pensamentos que, inevitavelmente, vão ocupar a sua mente.

O segredo é deixar que os pensamentos realmente continuem seu caminho: as nuvens aparecem, mas continuam andando até desaparecerem completamente da sua montanha. Não se prenda a nenhuma delas — deixe que venham e que passem da forma mais natural possível.

No início, é comum se pegar pensando em alguns problemas. Mas não se preocupe, existem algumas técnicas que podem ajudar a recuperar a concentração.

4. Recuperando a concentração

Tudo bem ter se pegado pensando em um problema ou outro. Principalmente para aqueles que estão começando a prática da meditação agora, é muito comum.

Para recuperar a sua concentração, podemos trabalhar de duas formas: a primeira delas é tentando voltar o foco para a respiração. Sempre que se pegar focando em algum problema ou tarefa por fazer, respire fundo e volte a focar em como o seu organismo reage ao ar que entra pelas narinas: sinta o ar alcançar as células do seu corpo e preste atenção na forma com que ele faz o seu peitoral subir e descer. Diminua a pressão da respiração na medida que for se acalmando.

Caso prefira tentar de uma outra forma, você pode tentar visualizar um ponto de luz no meio da testa enquanto está de olhos fechados. Concentre-se nesse ponto de luz.

Para os que acreditam em chakras, esse ponto de luz localizado na testa é o chakra frontal, responsável pela nossa intuição e a forma com que vemos o mundo. Concentre-se nele, pois é um dos mais elevados e pode auxiliar no contato com o seu eu interior.

5. Abra os olhos de forma lenta e suave — e agradeça!

Após o seu tempo estipulado de prática, não abra os olhos de forma agressiva. Respire fundo por alguns segundos, volte a consciência para o seu corpo, para o ambiente e, aos poucos, abra os olhos.

Ao fim da prática, agradeça a você por ter se dado aquele momento de tranquilidade e evolução!

Por que praticar?

Sendo a meditação uma atividade que exige uma certa frequência, muitas pessoas acabam tendo resistência a respeito da sua efetividade, desconhecendo os benefícios que alguns minutinhos diários podem trazer para uma vida inteira.

Dentre os mais diversos benefícios da meditação, podem-se citar 4 que são os mais importantes em seu dia a dia — principalmente para equilibrar a rotina puxada:

1. Aumenta o autoconhecimento

Existem várias técnicas que auxiliam no alcance do autoconhecimento, recarregamento da energia e limpeza energética. A meditação é uma das práticas mais populares por ser uma das mais “simples”. Ela ajuda a melhorar o bem-estar, bem como sua relação consigo mesmo.

Ao meditar, você se conecta com o seu “eu divino”, e começa a entender que é um ser sagrado. O amor próprio tende a evoluir junto com a prática.

2. Diminui a ansiedade

A meditação ajuda a diminuir a ansiedade. De forma mais espiritual, podemos entender essa diminuição como uma tranquilidade e alcance da paz. Ao meditar, conseguimos acalmar nossa mente e colocar os pensamentos no lugar. Isso ajuda, inclusive, a conseguir enxergar os acontecimentos da vida com um novo olhar, auxiliando na tomada de decisão.

3. Eleva a produção de serotonina no organismo, resultando na melhora do humor

A prática da meditação ajuda, também, no aumento da produção de serotonina. Essa substância, quando produzida pelo organismo, é responsável por causar uma sensação de bem-estar, melhorando o humor e o comportamento no dia a dia.

4. Diminui a pressão sanguínea e tensões relacionadas a dores no corpo

Com o foco na respiração e aquietação do corpo, acabamos diminuindo a pressão sanguínea e os batimentos cardíacos. A técnica auxilia no relaxamento, o que implica diretamente na diminuição de tensões ao longo do corpo, principalmente dores de cabeça e incômodos nas costas.

A meditação pode ajudar seu corpo e sua mente a ficarem mais saudáveis. Se for feita da maneira correta você poderá aproveitar todos os benefícios e ter uma vida muito mais leve. Com essas dicas, comece a colocar em prática e veja os resultados aparecerem!

Não Escolhemos os Problemas, mas Podemos Escolher como Lidar com Eles. Clique Aqui e Descubra Como Melhorar a Sua Vida

Avalie esse post!