Início Espiritualidade Cacau medicinal – conheça essa cura feita pelos xamãs

Cacau medicinal – conheça essa cura feita pelos xamãs

0
711
medicina do cacau

Ah! O cacau. A matéria prima do chocolate pode ser utilizada de forma curativa. Você já ouviu falar na medicina do cacau? Esse item saboroso, como a maior parte dos itens da natureza, é sagrado.

Xamanismo e a medicina do cacau sagrado

Antes de falarmos sobre a medicina do cacau é importante que você saiba o que é o xamanismo. Todas as manifestações, rituais e práticas presentes em todas as culturas possuem a figura de um líder espiritual, o xamã, que faz o intermédio entre a realidade e o mundo dos Deuses.

É comum observarmos que é por meio de seus transes e poderes mágicos que os poderes curativos e de realização acontecem nos diferentes grupos.

E de onde surgiu o cacau?

O cacau tem sido utilizado em cerimônias antigas pelos maias há milhares de anos. Eles utilizavam um ingrediente conhecido como teobromina cuja tradução seria “alimento dos Deuses”. Isso justifica o fato de o cacau ser visto como sagrado para eles que utilizavam as palavras Ka’kau e Chokola’j como representações orais dessa bebida consagrada.

O cacau é proveniente do grão do cacau que também é utilizado para fazer o chocolate, mas a planta é vista como medicinal e tem sido usada para propósitos espirituais e sagrados ao longo da história. 

Mas quem foram os maias, responsáveis pela medicina do cacau?

Os maias foram uma civilização mesoamericana que construiu grandes cidades como Chichen Itzá e Tikal. Eles formavam um provo pré-colombiano que habitou as regiões que hoje correspondem ao México, Guatemala, Belize, entre outros.

Em suas crenças os Deuses habitavam um local chamado Tamoanchan, que seria um paraíso mitológico, o povo maia acreditava que o mundo era regido pelas forças espirituais e, ao mesmo tempo, pelo poder dos ancestrais. Os maias viam os locais da natureza como sagrados.

Medicina do cacau sagrado

A cura feita pelos xamãs, esses intermediadores entre os mundos dos homens e dos Deuses, tem sido utilizada por muitas culturas. As cerimônias do cacau, na verdade, são formas de curas xamânicas que auxiliam no reequilíbrio das energias dentro de nós e do restauro da boa saúde.

Atualmente as cerimônias envolvem grupos de pessoas que se sentam em círculos sagrados, demonstram suas intenções e pedem por aquilo que desejam alcançar. Essa prática é capaz de criar um espaço seguro de cura e de amor.

Após o compartilhamento no círculo sagrado todos os participantes, que se veem como espelhos uns dos outros, abrem o seu coração para que a medicina do cacau sagrado auxilie na dissolução de bloqueios, traumas passados, na destruição de energias negativas e auxilia no realinhamento energético.

A importância da dança na medicina do cacau

O ato de dançar surgiu de atos ritualísticos e religiosos com muitos povos antigos. Há quem diga que as danças surgiram no Egito, mas todas as culturas antigas utilizaram o ato de mexer o corpo com uma cadência de movimentos e ritmos capazes de criar harmonia.

A dança não é necessariamente parte de algo que acontece em conjunto com a música. Esses movimentos podem acontecer de maneira independente do som que se ouve, ou até mesmo sem ele.

Ainda na pré-história os homens, mulheres e crianças batiam os pés no chão com intensidade e descobriram o poder dos ritmos. As cadências junto dos passos com palmas, por exemplo, eram maneiras de se atingir formas alteradas de consciência.

O ritmo na medicina do cacau sagrado

Após as pessoas ingerirem o líquido da medicina do cacau sagrado e se sentarem em círculo, vendo umas as outras como espelhos de suas dores, todos devem dançar. Tanto a dança quanto o ritmo são responsáveis por abrir o coração, ouvir o verdadeiro eu e dissolver todas as energias negativas que desalinham os nossos corpos.

Esse momento também é importante para atingir a paz interior, olhar para dentro de si e obter clareza sobre os caminhos.

Como é o ritual na medicina do cacau?

Além do círculo e das danças as pessoas ingerem cerca de 45 gramas de uma bebida de 100% cacau com algumas especiarias e diluídas na água.

Em aproximadamente 10 minutos a combinação traz alguns efeitos que, em conjunto com a meditação, geram leve taquicardia, respirações profundas e uma intensa sensação de felicidade.

O cacau medicinal e os benefícios físicos

Vitaminas e minerais são ótimos para a saúde das veias, coração e toda a estrutura cardiovascular. O cacau ajuda a liberar endorfinas e dopamina no corpo aliviando sintomas de TPM, depressão, tristeza contínua e melhora do humor.

O produto possui anandamida, ou a molécula da felicidade, dando o mesmo efeito de quando se treina na academia, corre na rua ou esteira e faz qualquer tipo de exercício físico.

Além disso, o cacau possui muitos benefícios emocionais e espirituais e são capazes de promover a cura.

A lenda de IXCacao

A Deusa Ixmucanè, a avó, estava preocupada depois da morte dos seus filhos com o que seria da humanidade depois da sua morte.

A jovem Ixquic ou “lua de sangue” se aproximou dela dizendo que levava em seu ventre um filho de um de seus filhos e que havia sido expulsa do Submundo.

A avó, cética, deu à jovem uma grande rede e pediu para que retornasse para o seu campo somente quando estivesse com muita comida. Ao chegar ao campo, Ixquic descobriu que havia somente uma espiga de milho selvagem, se ajoelhou em desespero e chorou.

Ixcanil, deusa da semente, ouça o meu chamado. Ixtoq, deusa da chuva, me ajude. Ixcacao, deusa do chocolate, veja as minhas lágrimas e venha em meu auxílio.

As três divindades atenderam ao seu chamado. Ixcanil ensinou a colher as sementes de um sabugo de milho e o abençoou para que brotasse, Ixtoq trouxe a umidade necessária e Ixcacao lhe mostrou um campo repleto de plantas com crescimento rápido. Ixquic voltou com a rede repleta de comida e então Ixmucanè a acolheu na família.

No solstício de inverno, Ixquic deu a luz a gêmeos capazes de derrotar as forças do submundo.