Início Espiritualidade Cristianismo Nosso Senhor do Bonfim e a lavagem da escadaria

Nosso Senhor do Bonfim e a lavagem da escadaria

0
12396
Lavagem da escadaria do Senhor do Bonfim

Em janeiro é celebrado o Senhor do Bonfim, por isso na segunda quinta-feira do mês, acontece a famosa lavagem do Bonfim na escadaria da Igreja dedicada a Ele. E, após dois anos sem festejos, devido à pandemia, em 2023 a cidade de Salvador volta com essa linda tradição.

Senhor do Bonfim trata-se de um título dedicado a  Jesus Cristo  na Bahia, mas que tornou-se uma data conhecida por todos os brasileiros devotos do cristianismo, mais especificamente da igreja católica.

Deixe os Orixás mostrarem o seu caminho pelos Búzios. Clique aqui!

História do Senhor do Bonfim

Índice do Conteúdo

Embora não seja considerado padroeiro da Bahia, seu título é originário de lá, o qual representa Jesus Cristo na visão de sua ascensão, isto é, no momento em que ele deixa a vida na terra para viver em segundo plano, no céu junto ao Pai.

A cultura do Senhor do Bonfim foi espalhada por todo o país, mas principalmente está difundida na Cidade de Salvador, onde encontra-se a Igreja do Senhor do Bonfim. Que depois da chegada da imagem do Messias, tornou-se um dos monumentos arquitetônicos mais importantes de Salvador.

O Senhor do Bonfim é padroeiro da cidade do Cidade do Bonfim localizada na Bahia, da cidade mineira de Bocaiuva e Viçosa.

Igreja Nosso Senhor do Bonfim

É uma igreja católica onde são distribuídas as famosas fitinhas do Bonfim. Para os baianos é a maior representação de fé do lugar e a localização na qual ela se encontra, simboliza o ponto mais especial para a ligação dos céus com a terra.

A imagem do Senhor do Bonfim foi trazida para cumprir uma promessa feita pelo capitão Theodózio Rodrigues de Faria, que diante as súplicas durante uma tempestade, prometeu que se ele sobrevivesse traria a famosa imagem para o Brasil, onde todos pudessem saber de sua devoção e gratidão. E assim o fez, seu pedido foi atendido e no dia 18 de abril de 1745 uma réplica da representação do Santo foi colocada na Igreja da Penha, para ficar guardada até o final da construção da Igreja do Bonfim.

Em 1754 em uma linda procissão, ela foi transferida para a Igreja do Bonfim que já estava finalizada.

A festa do Senhor do Bonfim e a lavagem da escadaria

A festa corresponde a exposição do Santíssimo Sacramento pela igreja católica, por isso não deve ser confundida com a lavagem que mistura a tradição cristã com a religião afro.

Em 1773, escravos foram obrigados a lavar a igreja para a preparação da festa do Senhor do Bonfim, o que passaram a fazer com honra pois homenageavam também Oxalá. Ao longo do tempo isso virou uma tradição e a Arquidiocese de Salvador proibiu a lavagem na parte interna da igreja e por isso o ritual foi transferido para as escadarias.

Desde então as baianas despejam água de cheiro nos degraus e no adro ao som e toques de batidas afro. Portanto esse ato tornou-se uma gigante celebração ecumênica.

Para quem desconhece, nas religiões afro Oxalá possui seu sincretismo com Jesus, o que torna ambas as expressões religiosas um ato de grande fé, amor e homenagem à essa energia essencial para todas as culturas.

Fita do Senhor do Bonfim

Utilizadas por muitos brasileiros e conhecida por todos, essas fitinhas são como amuletos para atrair sentimentos e momentos bons, além de realizar os sonhos e pedidos.

Foram criadas no ano de 1809 na medida 47 centímetros de comprimento, – isto porque é a medida do braço de Jesus Cristo na estátua do Senhor do Bonfim.

A tradição popular dizia que era preciso enrolar as fitas do Bonfim duas vezes no pulso e amarrar com três nós sendo que cada um deveria ter um pedido, os quais precisavam ser guardados até que elas se rompessem naturalmente.

Não se sabe ao certo quando foi que a fita atual começou a ser comercializada, (pois antes elas eram todas na cor branca) mas em meados de 1960 já eram confeccionadas e vendidas por ambulantes em torno da igreja.

Hino do Senhor do Bonfim

Em 1923 que o hino foi criado, através da autoria de Arthur de Salles e João Antônio Wanderley, onde se inspiraram na arquitetura da igreja, com o estilo neoclássico e a fachada em rococó, – extremamente linda e chamativa – a construção é inteiramente de torres sineiras e chama atenção por sua dimensão.

Outra fonte de inspiração foi a independência da Bahia, de onde a letra relembra os feitos heroicos desse acontecimento. Confira:

“Glória a ti neste dia de glória
Glória a ti, redentor, que há cem anos
Nossos pais conduziste à vitória
Pelos mares e campos baianos

Desta sagrada colina
Mansão da misericórdia
Dai-nos a graça divina
Da justiça e da concórdia

Glória a ti nessa altura sagrada
És o eterno farol, és o guia
És, senhor, sentinela avançada
És a guarda imortal da Bahia

Desta sagrada colina
Mansão da misericórdia
Dai-nos a graça divina
Da justiça e da concórdia

Aos teus pés que nos deste o direito
Aos teus pés que nos deste a verdade
Canta e exulta num férvido preito
A alma em festa da tua cidade

Desta sagrada colina
Mansão da misericórdia
Dai-nos a graça divina
Da justiça e da concórdia”

Oração do Senhor do Bonfim

Oração 1

“Meu Senhor do Bonfim que sobre as águas andastes, hoje estais entre o cálice e a hóstia consagrada.
Treme a terra mas não treme o coração do nosso Senhor Jesus Cristo no altar – treme o coração dos meus inimigos.
Quando para mim olharem eu os benzo em cruz e eles não benzem a mim.
Entre o Sol e a Lua e as estrelas e as pessoas da Santíssima Trindade, Pai, Filho e Espírito Santo.
Na travessia avisto os meu inimigos, meu Deus o que eu faço com eles?
Com o manto da virgem Maria Santíssima sou coberto, com o sangue do nosso Senhor Jesus Cristo sou valido.
Se quiserem me atirar, água pelo cano da arma há de correr, assim como correu o leite do peito de Maria Santíssima para a boca do seu adorado filho
E outras armas que para mim levantarem ficarão suspensas no ar e não mim atingirão
Assim como ficou Maria Santíssima no pé da cruz esperando seu bendito filho.
Corda que em mim botar nos pés há de cair, porta que me trancar há de se abrir
Assim como se abriu o sepulcro do Nosso Senhor Jesus Cristo para ele subir aos céus.

Salvo fui, salvo sou e salvo serei, com a chave do Santíssimo Sacrário me fecharei. (3x).
Amém.”

Novena do Senhor do Bonfim

Rezar a oração abaixo durante os nove dias e finalizar com 3 Ave-Marias e 3 Pai-Nossos:

“Santíssimo Salvador, Jesus, Senhor do Bonfim, que terríveis dores que sofrestes, na cruz, na Vossa Cabeça ferida da coroa de espinhos, em Vossos Pés e em Vossas Mãos, trespassados de cravos, pelo Vosso Suor de sangue, concedei-me a graça de (peça a graça que deseja alcançar).

Bem sei que os meus pecados pesam muito, que pouco mereço o Vosso perdão, mas sei também, Senhor, que o Vosso infinito amor à humanidade é infinitamente maior.

Apesar de pecador, eu creio em Vós, Senhor meu Deus. Creio na Vossa Justiça, na Vossa Bondade, na Vossa Misericórdia.

enhor do Bonfim, sede propício à minha prece.

Amém!”

Que Nosso Senhor do Bonfim possa abençoar a vida de todos que o procura, acendendo sempre a chama do Espírito Santo nos corações dos seus fiéis.

Vença seus desafios de vida com a ajuda dos Orixás e a Cabala dos Odús

5/5 - (1 vote)

Estamos Online