Início Espiritualidade Umbanda e Candomblé Terreiro de Umbanda – Você sabe como funciona um terreiro de umbanda?

Terreiro de Umbanda – Você sabe como funciona um terreiro de umbanda?

0
1093
umbanda terreiro

Falar sobre o terreiro de Umbanda é algo que sempre chama atenção, porque as maiores dúvidas sobre esse assunto estão relacionadas ao funcionamento do terreiro em si. Isso vale tanto para pessoas que começaram a frequentar a religião agora, para os praticantes antigos e até mesmo aqueles que não seguem essa fé, mas possuem curiosidade. Por isso, esse post é exclusivo para falarmos do terreiro de Umbanda e suas principais atividades.

Confira aqui o atendimento personalizado da consultora Samara

Inicialmente, é sempre importante reforçar que a Umbanda é uma religião 100% brasileira! Ela possui 112 anos e foi fundada pelo Pai Zélio Fernandino de Moraes (1891-1975) junto com o Caboclo sete encruzilhadas – segundo a história seu surgimento veio através de uma linhagem do espiritismo.

Se você quer se aprofundar mais na história da umbanda e entender também quais são as principais diferenças entre a umbanda e o candomblé, temos um artigo especialmente para esses questionamentos, basta clicar aqui!

Agora, vamos ao entendimento do terreiro de Umbanda. Normalmente são divididos em 3 aspectos:

  • estudo;
  • preparo;
  • trabalho.

O estudo – terreiro de umbanda

O estudo é necessário para compreendemos o que é feito dentro dos ritos e até mesmo para os médiuns poderem trabalharem sem seus guias ou entidades incorporados.

Nesses estudos vemos: ervas, cristais, rezas, defumações, velas, entre outros. Assim, aprendemos que até mesmo aquela simpatia com um galhinho de arruda atrás da orelha é fundamento de nossa religião. Afinal, somos brasileiros um pais tradicionalista de culturas populares – cultura passada de geração para geração, e nossa origem é o povo indígena onde encontramos a pajelança.

Conheça mais sobre a umbanda através da consultora Samara

O preparo – terreiro de umbanda

O preparo consiste no resguardo, onde todos do corpo mediúnico, um dia antes e no dia da gira, faz abstenção de carnes, uso de roupas escuras, café, relações sexuais ou qualquer tipo de estresse. É um dia para entrar em sintonia com sua superioridade, acalmar-se.

Todo esse preparo possui um objetivo: estar com a matéria mais limpa possível, para que todos aqueles que participam da gira possam ter uma conexão maior com o plano espiritual e assim trabalhar com facilidade e clareza, obtendo sucesso no atendimento prestado.

Agora, vamos entender mais sobre esse preparo? Então vamos lá!

Vou usar o exemplo do uso de carne, onde praticamente vocês vão entender todo o preceito associando cada coisa a o que pode se causar.

Quando comemos uma carne – seja de boi, frango, peixe ou porco – são animais que geralmente foram mortos em abatedouros, sem nenhum respeito a vida. Acredita-se que eles pressentem que vão morrer, consequentemente geram uma energia intensa de medo e pânico. Quando ingerimos essa carne acabamos absorvendo a energia de sofrimento do animal!

Por isso que quando sentimos o corpo mais pesado algumas indisposições e até mesmo sentimos uma rigidez ao mastigar a carne, pode ser explicado pela energia que o alimento carrega. 

Assim, o consumo de carne pode atrapalhar a energia, não deixando favorável para um dia de trabalho ou assistência.

Mas, uma dúvida surge diante a essa questão, você pode se perguntar: “então se você comer carne, vai deixar de trabalhar?”

Claro que não! Poderá trabalhar, porém irá sentir mais intensidade no ato da incorporação, mais peso no corpo ao desincorporar, sempre de um modo ou outro gera o reflexo.

Todo esse processo vai muito além do médium, há fundamentos de preparo do espaço para recepcionar, por exemplo o conga – que é o altar da casa – deve sempre estar com velas acesas, ou a porteira da casa, que também deve estar com velas, em respeito onde cultuamos os Exus e povo de rua.

Os preparos para o Pai de Santo ou Zelador, dependendo dos trabalhos, pode ter condições específicas de uma semana inteira, depende muito da data e de qual será o trabalho.

Confira aqui o atendimento personalizado da consultora Samara

O trabalho

Na umbanda trabalhamos 3 princípios:

  • simplicidade;
  • humildade;
  • caridade.

Esses princípios não são somente nos dias de trabalhos, mas para serem utilizados no nosso dia a dia como seres humanos. Temos um lema bem semelhante a diversas religiões, porque devemos praticar o bem dentro e fora do templo!

Nossa maior força começa em nossos lares, por isso a necessidade do estudo, pois saberemos cuidar de nossas casas, e deixá-las em proteção. Conseguindo manipular as energias do universo a nosso favor.

Tanto para o Médium atuante como quem somente frequenta (denominado de assistência), é importante entender que a religião existe para somar e evoluir! Por isso, sempre fiquem atentos aos seus pedidos, pois o que desejamos também pode voltar para nós.

Esse post é um breve resumo de como funciona o terreiro da umbanda, o mais indicado é procurar os dirigentes da casa em que frequenta ou trabalha, para que a equipe possa lhe auxiliar de forma mais detalhada, lembrando que cada casa é um fundamento diferente.

Você também pode conhecer o SANTUÁRIO NACIONAL DA UMBANDA, AQUI!

Espero que tenham gostado e sempre que puder estudem, para aprender e para evoluir.

Um grande Axé para todos e até mais!

Samara Regina

Artigos relacionados:

Saiba mais sobre a consultora Samara

A boa energia que a consultora Samara passa para seus clientes é notável! Não importa qual o assunto que você precisa de ajuda, ela estará disposta a te aconselhar e indicar as melhores opções. Procurando esclarecimentos e auxílio em algo que até o momento não teve ainda solução? Então clique aqui, e fale com a consultora Samara.

Confira aqui o atendimento personalizado da consultora Samara