Conheça mais sobre a vida de Santa Brígida

Brigida

Em 23 de Julho comemora-se o dia de Santa Brígida, uma das santas mais clamadas isso porque além de dedicar desde a infância sua vida a Deus, ela espalhou também a fé para aqueles que mais precisavam, deixando-nos diversas escritos como orações, adaptações do Pai-Nosso e muitos outros saberes.

Confira mais sobre a vida dessa santa, e entregue suas orações, anseios e dúvidas para ela! Aproveite para receber conselhos e respostas dos mensageiros de Deus, clique aqui e oriente sua vida com o Tarot dos Anjos!

História de Santa Brígida

Brígida era filha do rei da Suécia, sua família era da realeza mas sempre souberam reconhecer as dificuldades do próximo, por isso ergueram mosteiros, hospitais e igrejas usando da própria fortuna. Consequentemente Brígida ajudava nas obras de caridade desde a infância.

Mais tarde tornou-se dama de companhia de uma princesa chamada Bianca, onde participava de diversas festas luxuosas, mas mesmo adentrando nesse mundo de riquezas, jamais deixou sua fé e fidelidade cristã, por isso não se afastou da caridade e nem da dignidade trazida por meio da fé.

Casamento

Brígida casou-se com um nobre chamado Ulf aos 18 anos, e assim constituiu uma família com 8 filhos, dentre eles, Santa Catarina da Suécia destaca-se como uma filha que possuía muita fé, por isso foi canonizada.

Anos mais tarde, o que abalou muito o casal foi a morte de um dos seus filhos, e a partir disso decidiram ir em peregrinação até o Santuário de Santiago de Compostela, mas na volta o marido de Brígida adoeceu gravemente. Quando isso aconteceu, São Dionísio apareceu para ela dizendo que seu marido não morreria naquele momento.

Porém em 1344 que Brígida teve que enfrentar o falecimento do seu marido, que se tornou o principal motivo para ela se retirar totalmente para a vida religiosa, fazendo com que seu antigo projeto sobre um mosteiro duplo se realizasse. Depois que seu projeto deu certo, ela definitivamente mudou-se para Roma.

Morte de Santa Brígida

Santa Brígida faleceu no dia 23 de Julho, sendo canonizada somente dezoito anos após sua morte.

Orações de Santa Brígida

Antes de iniciar as orações, diga:

  • Pelo sinal da Santa Cruz;
  • Livrai-nos Deus Nosso Senhor;
  • Dos nossos inimigos. Em Nome do PAI, do FILHO e do ESPÍRITO
    SANTO. Amém.

Lembrando que a Santa possui as quinze orações de Santa Brígida, abaixo você encontra algumas delas:

Oração de Santa Brígida 1

“Ó Jesus Cristo, doçura eterna para aqueles que vos amam, alegria que ultrapassa toda a alegria e todo o desejo, esperança de salvação dos pecadores, que declarastes não terdes maior contentamento do que estar entre os homens, até o ponto de assumir a nossa natureza, na plenitude dos tempos, por amor deles. Lembrai-Vos dos sofrimentos, desde o primeiro instante da Vossa Conceição e sobretudo durante a Vossa Santa Paixão, assim como havia sido decretado e estabelecido desde toda a eternidade na mente divina. Lembrai-Vos Senhor, que, celebrando a Ceia com os Vossos discípulos, depois de lhes haverdes lavado os pés, deste-lhes o Vosso Sagrado Corpo e precioso Sangue e, consolando-os docemente lhes predissestes a Vossa Paixão iminente. Lembrai-Vos da tristeza e da amargura que experimentastes em Vossa Alma como o testemunhastes Vós mesmo por estas palavras: “a Minha Alma está triste até a morte”. Lembrai-Vos, Senhor, dos temores, angustias e dores que suportastes em Vosso Corpo delicado, antes do suplício da Cruz, quando, depois de ter rezado por três vezes, derramado um suor de Sangue, fostes traído por Judas Vosso discípulo, preso pela nação que escolhestes, acusado por testemunhas falsas, injustamente julgado por três juízes, na flor da Vossa juventude e no tempo solene da Páscoa. Lembrai-Vos que fostes despojado de Vossas vestes e revestido com as vestes da irrisão, que Vos velaram os olhos e a face, que Vos deram bofetadas, que Vos coroaram de espinhos, que Vos puseram uma cana na mão e que, atado a uma coluna, fostes despedaçado por golpes e acabrunhado de afrontas e ultrajes. Em memória destas penas e dores que suportastes antes da Vossa Paixão sobre a Cruz, concedei-me, antes da morte, uma verdadeira contrição, a oportunidade de me confessar com pureza de intenção e sinceridade absoluta, uma adequada satisfação e a remissão de todos os meus pecados. Assim seja!”

Oração 2

“Ó JESUS CRISTO, verdadeira liberdade dos Anjos, paraíso de delícias, lembrai-Vos do peso acabrunhador de tristezas que suportastes, quando Vossos inimigos, quais leões furiosos, Vos cercaram e, por meio de mil injúrias, escarros, bofetadas, arranhões e outros inauditos suplícios Vos atormentaram a porfia. Em consideração destes insultos e destes tormentos, eu Vos suplico, ó meu Salvador, que Vos digneis libertar-me dos meus inimigos, visíveis e invisíveis e fazer-me chegar, com o Vosso auxílio a perfeição da salvação eterna. Assim seja!”

Os 7 Pai-Nossos de Santa Brígida

Pai Nosso 1

Pai eterno, pelas mãos imaculadas de Maria e pelo divino Coração de Jesus, eu vos ofereço a primeira ferida, as primeiras dores e o primeiro derramamento de Sangue de Jesus, como reparação dos meus pecados e dos de todos os homens durante a juventude, como prevenção contra os primeiros pecados mortais, principalmente entre os meus parentes.”

Pai Nosso 2

“Pai eterno, pelas mãos imaculadas de Maria e pelo divino Coração de Jesus, eu vos ofereço os terríveis sofrimentos de Jesus no Jardim das Oliveiras e cada gota do Suor de Sangue, como reparação dos meus pecados de coração e dos de todos os homens, como prevenção contra tais pecados e pelo aumento do amor a Deus e ao próximo.”

Pai Nosso 3

“Pai eterno, pelas mãos imaculadas de Maria e pelo divino Coração de Jesus, eu Vos ofereço os milhares de feridas, as dores cruéis e o preciosíssimo Sangue de Jesus derramado na flagelação, como reparação dos meus pecados da carne e dos de todos os homens, como prevenção contra tais pecados, e para a conservação da pureza, principalmente nos meus parentes.”

Pai Nosso 4

“Pai eterno, pelas mãos imaculadas de Maria e pelo divino Coração de Jesus, eu Vos ofereço as feridas, as dores e o preciosíssimo Sangue da Sagrada Cabeça de Jesus, derramado na coroação de espinhos, como reparação dos meus pecados de pensamento e dos de todos os homens, como prevenção contra tais pecados e pela expansão do Reino de Cristo sobre a terra.”

Pai Nosso 5

“Pai eterno, pelas mãos imaculadas de Maria e pelo divino Coração de Jesus, eu Vos ofereço os sofrimentos de Jesus na Via-Sacra, em particular na Santa Chaga do ombro e o preciosíssimo Sangue da mesma, para aliviar o peso da Cruz, como reparação da minha revolta e da de todos os homens contra a Cruz, do meu resmungar contra as determinações da Vossa Santa vontade e de todos os outros pecados de língua, como prevenção contra tais pecados, e para obter o verdadeiro amor à Santa Cruz.”

Pai Nosso 6

“Pai eterno, pelas mãos imaculadas de Maria e pelo divino Coração de Jesus, eu Vos ofereço o Vosso Divino Filho cravado na Cruz, a Sua elevação na Cruz, as Suas Chagas nas mãos e pés e as três torrentes do Santo Sangue que delas derramaram por nós, Sua extrema pobreza, Sua perfeita obediência, todos os Seus tormentos do Corpo e da Alma, a Sua morte preciosa e a inerente renovação dela, em todas as Santas Missas da terra inteira, como reparação de todas as transgressões dos santos votos e regras das ordens e congregações, dos meus pecados e dos do mundo inteiro, em favor dos doentes e dos moribundos, para obter santos sacerdotes e leigos, nas intenções do Santo Padre, para a restauração das famílias cristãs, para a fortaleza da fé, pela nossa pátria e pela união dos povos em Cristo e a sua Igreja, pelos países onde os cristãos estão em minoria, como também pela diáspora.”

Pai Nosso 7

“Pai eterno, dignai-Vos aceitar para as necessidades da Santa Igreja, e como reparação dos pecados de todos os homens, o preciosíssimo Sangue e Água que emanaram da Chaga do Divino Coração de Jesus, e sede para todos nós clemente e misericordioso. Sangue de Cristo, último e preciosíssimo tesouro do Seu Sagrado Coração, purificai-me de todas as culpas, minhas e alheias. Água do Lado de Cristo, purificai-me de todos os castigos do pecado, e apagai a chama do purgatório para mim e para todas as almas santas. Amém”.

A fé é capaz de curar a alma que traz o sustento do corpo e mente, quando possuímos uma crença inabalável torna-se mais fácil de compreendermos dificuldades e principalmente ultrapassá-las. Para quem procura fortalecer o lado espiritual orações e salmos são muito importantes para encontrar essa paz interior e se manter em conexão com o Divino. Se você precisa dessa tranquilidade e mais equilíbrio em sua vida, fale com um especialista em Salmos e descubra como eles podem te ajudar, clique aqui.

Vença Seus Desafios de Vida Com a Ajuda de Esotéricos Experientes

Avalie esse post!