Saiba tudo sobre o Dia de Todos os Santos

todos os santos

Celebra-se no dia 01 de Novembro, o Dia de Todos os Santos. Como o próprio nome já diz, tem a intensão de celebrar os Santos da Igreja Católica e suas infinitas bondades, – não somente os mais conhecidos e venerados – pois todos atenderam às causas importantes e a maioria se tornaram mártires, quer sejam famosos ou não.

Abra seus Caminhos AQUI com a Orientação dos Melhores Especialistas em Salmos

Deve-se reconhecer que o número de Santos é muito maior do que aqueles que lembramos ou que estão canonizados e nos altares das Igrejas. Na história da implementação do cristianismo foram diversas pessoas que se sacrificaram em prol do homem e da fé.

Seguindo esse conceito, foi-se adotado esse dia para celebrar todos aqueles que dedicaram sua vida para fazer o bem, propagar as Palavras de Deus e que amaram o próximo intensamente.

Se você está passando por um momento delicado em sua vida, poderá receber ajuda dos anjos através de um oráculo que pode te dar respostas e conselhos únicos. Clique Aqui e confira!

História do Dia de Todos os Santos

Existem diversos documentos históricos que mostram que desde épocas mais antigas, um dia era reservado para que as Orações e pedidos fossem dedicados àqueles que testemunharam e pregaram em nome de Jesus Cristo, e que na maioria das vezes morreram por causa de sua fé.

Nos primórdios da cultura cristã a religião predominante era outra, e ela exercia o seu poder de forma rígida e impiedosa. Por isso muitos cristãos foram martirizados na luta à favor da sua crença. Desta forma, como são muitas pessoas que dedicaram suas vidas à propagação dos ensinamentos do Messias, tornou-se impossível destinar o Santo do dia para cada um e também canonizar a todos que se dedicaram à essa causa. Todavia essas pessoas merecem o agradecimento de todos e é por isso que foi instaurado um dia em memória desses Santos.

A festa oficial começou a ser celebrada no ano de 610 d.C, e aconteceu na data que o Papa Bonifácio VI fez a dedicação do panteão ( um templo pagão) para Nossa Senhora e todos os Santos e Santas da Gregório III. Na época era celebrado dia 13 de Maio, e depois o Papa Gregório III mudou o dia da celebração para o de 1 de novembro, véspera do Dia de Finados.

O Papa Gregório também consagrou a Igreja em Roma, e por isso esta passou a se chamar a Igreja de Todos os Santos.

Causa da festa de Todos os Santos

A intensão maior da Igreja ao celebrar esse grande dia, é chamar todas as pessoas para que se espelhem nos grandes Santos e Santas, mesmo que não conhecidos, e busquem sempre a palavra de Jesus como seu grande mestre.

Essa comemoração é um exercício de consciência para o chamado de Cristo, e mesmo que hajam dúvidas sobre sua devoção e fé, o simples fato de dedicar um pensamento ou Oração em agradecimento a quem se sacrificou é sinal de amor a Deus.

É importante apontar que quando compreendemos as causas dos Santos e as respeitamos, nos tornamos uma só energia e coração que cultua no nosso eu mais profundo o amor e respeito a Cristo Nosso Senhor.

Oração de todos os Santos

Oração 1

“Ó Deus Onipotente e Eterno que vos dignastes elevar a honra dos altares os vossos fiéis servo dos Santos, dignai-vos pelos méritos de cada um deles, pela fidelidade a que vos serviste nessa terra, e pela honra que vos presta perpetuamente no céu por cada um de vós filhos, os santos, atendei com urgência os meus pedidos. (fazer o pedido..) Nossa Senhora, São José, São Bento, São Miguel, Santo Expedito, São Judas Tadeu, São João, Santo Antonio, Santo Inácio, São Pedro,São Paulo,Santo Agostinho, São Francisco, Santa Rita, Santa Edwiges, Santa Terezinha, Santa Clara, Santa Mônica, Santa Izabel, Santa Rosa de Lima e todos os Santos, por Deus e vos peço, ajoelhai-vos diante do trono de Graça da Divina Misericórdia e intercedei fervorosamente pelos meus urgentes pedidos. (fazer o pedido..) e creio firmemente que já fui atendido(a). Santo de Deus, sob vossas proteções nos refugiamos, não desprezeis as minhas súplicas, sustentai-me na luta contra o maligno, ajudai-me a alcançar em nome de Jesus Cristo a Vida Eterna.”

Oração 2

“Querido Pai, Você tem dado aos Santos do Céu a felicidade eterna que vivem agora na plenitude de Sua glória. Devido ao Seu Santo Amor, eles também se preocupam comigo e com minha família, meus amigos, minha igreja, meus vizinhos. Obrigado pelo dom da sua amizade e pelo testemunho de uma vida santa. Eu peço ao nossos Santos padroeiros e todos os Santos que se tornaram particularmente queridos para mim a intercessão por nós. Peço-lhe que nos ajude a caminhar com segurança no caminho estreito que conduz ao Céu. Ó Senhor, dai-nos sua assistência para vencer a tentação ganhando a plenitude da vida com você. Amém.”

Oração 3

“Jesus, que o mundo salvastes, dos que remistes cuidais, E vós, Mãe santa de Deus, por nós a Deus suplicai.
Os coros todos dos Anjos, patriarcal legião, profetas de tantos méritos, pedi por nós o perdão.Ó precursor do Messias, ó Ostiário dos céus, com os Apóstolos todos, quebrai os laços dos réus.Santa Assembleia dos Mártires; vós, Confessores, Pastores, Virgens prudentes e castas, rogai por nós pecadores.Que os monges peçam por nós e todos que o céu habitam: a vida eterna consigam os que na terra militam.Honra e louvor tributemos ao Pai e ao Filho também, com seu Amor um só Deus, por todo o sempre.
Amém.”

Novena de Todos os Santos

Todos os dias, durante os 9 dias é necessário realizar a Oração Inicial, a Oração do Dia e a Oração Final seguida de 1 Pai-Nosso, 1 Ave-Maria e 1 Glória ao Pai.

Oração inicial

“Sagrado Coração de Jesus, paciente e de muita misericórdia, tenha piedade de mim. Santa Maria, mãe de Deus e minha também, dai-me o dom de viver um dia de cada vez. São Francisco de Assis, quero ter a sua ternura para com todas as criaturas. Santo Antônio de Pádua, plante em mim o amor aos que me cercam. Santa Edwiges, ensine-me a olhar para baixo, para aqueles que precisam de mim. Santa Rita, inunde de paz a minha casa. Santo Antônio Galvão, que o senhor não seja o único que tem paciência no Brasil; eu também quero ter. Alderígi, servo de Deus, imitando o seu esforço, possa eu me acalmar, para que nada sofram os que convivem comigo. Amém.”

Oração Final

“Ó Senhor, me abençoe e me proteja. Faça resplandecer sobre mim a sua face e me dê a sua misericórdia. Voltai para mim o seu olhar e dai-me paz e muita paciência. Derramai sobre mim as suas bênçãos, para que, livre de todo o nervosismo, no céu me coloque entre os seus santos e santas. Ó Senhor, esteja sempre comigo e que eu esteja sempre com Ele. Amém.”

Primeiro Dia

Reflita: “Se falar as línguas de homens e anjos, mas não tiver a caridade, sou como bronze que soa ou tímpano que retine. (…) E se repartir toda a minha fortuna e entregar meu corpo ao fogo, mas não tiver a caridade, nada disso me aproveita.” (I Coríntios 13: 1-3)

“Senhor, sossegue meu coração e o encha de amor. Como eu aspiro a tranquilidade e a paz das noites estreladas, para que ninguém vá dormir triste por causa de minhas atitudes ou palavras impacientes. Que a doçura das brisas me ensinem a fazer tudo em seu devido tempo. Que os raios me ensinem a melhorar o mundo não só com sua força, mas, muito mais, com sua grande luz. Amém.”

Segundo Dia

Reflita: “Também os exortamos, irmãos, (…) sejam pacientes com todos. Cuidem que ninguém retribua, a quem quer que seja, o mal com o mal, mas que, em todo tempo, façam bem uns aos outros e a todos.” (I Ts 5,14-15)

“Ó Senhor, que tinha tempo para subir nas montanhas e passar longo tempo em oração. Como esse meu corre-corre me estressa, trazendo tanto cansaço e tão pouco resultado. Senhor que me acalmou a tempestade, acalme minha vida, dando-me tempo também para parar, meditar e contemplar. Como é gostoso também parar para ouvir uma melodia ou apreciar a natureza rica de beleza e de sons. Diante de alguém enraivecido, tenha eu o poder de acalmá-lo, como o Senhor que acalmou a fúria dos ventos que ameaçavam virar seu barco. Diante das discussões e grosserias, Jesus, manso e humilde de coração, faça o meu coração semelhante ao seu. Amém.”

Terceiro Dia

Reflita: “Se fordes zelosos do bem, quem vos fará mal? Mas se sofreis por causa da justiça, sois felizes. Não tenhais medo das ameaças nem vos perturbeis, mas guardai santamente nos corações Cristo Senhor. (…) É preferível se Deus assim o quiser, sofrer fazendo o bem, do que praticando o mal.” (I Pd 3,13-15.17)

“Senhor, como Santo Antônio é amado hoje em dia. Mas, em seus dias, como ele sofreu, como foi perseguido. Ele foi desprezado e ridicularizado pelos hereges, só porque ele acreditava na Eucaristia e a amava com todo o seu coração. Diante dos que tentam me imitar, quero, Senhor, que minha mansidão os convença de que vale a pena ser tranquila, sem perder a firmeza das ideias. Sim, essa é a verdade: ‘É preferível sofrer fazendo o bem, do que praticando o mal”. Amém.”

Quarto Dia

Reflita: “Considerai, meus irmãos, suma alegria quando passais pelas várias provações, sabendo que a prova de vossa fé produz a paciência.” (Tg 1,2-3)

“Senhor, se a paciência leva à perfeição, para onde vai me levar meu nervosismo, minha impaciência? Por que impaciência, se ela traz uma série de incômodos físicos e emocionais e até mesmo uma enfermidade? Como sou fraco, Senhor! Tenha eu a humildade desse seu servo Alderígi. Eu confio em seu poder e em sua graça. Amém.”

Quinto Dia

Reflita: “Os frutos do espírito são: caridade, alegria, paz, paciência, afabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e continência.” (Gl 5,22)

“Senhor, quanta harmonia nesse santo que se fez irmão de todas as criaturas e a cada pessoa com mansidão, nobreza e cavalheirismo. É assim que também quero ser. Senhor, queira-me educar, ensinando-me a aceitar a realidade. Ensinai-me a respeitar as diferenças! Senhor, lembrai-me, na hora em que estiver para explodir, que preciso respirar, profundamente, pois o ar tem o privilégio de me trazer tranquilidade. Senhor, que bom estar adquirindo, com sua graça, maior serenidade, tornando-me mais compreensivo e amoroso. Amém.”

Sexto Dia

Reflita: “Sede alegres na esperança, pacientes na tribulação e perseverantes na oração.” (Rm 12,12)

“Senhor, se Santa Rita pode conservar a virtude da paciência, mesmo no sofrimento, eu também o posso, confiando plenamente em seu amor. Para tanto, não me deixe agir logo após a ofensa, embora minha tendência seja reagir na hora. Não me deixe agir por impulso, baseado na emoção, pois a paciência tem mais poder que os gritos agressivos. Que bom saber que a paciência alcança muito mais que a força! Jesus, manso e humilde de coração, faça meu coração semelhante ao Seu. Amém.”

Sétimo Dia

Reflita: “Sede alegres na esperança, pacientes na tribulação e perseverantes na oração.” (Rm 12,12)

“Senhor, se Santa Rita pode conservar a virtude da paciência, mesmo no sofrimento, eu também o posso, confiando plenamente em seu amor. Para tanto, não me deixe agir logo após a ofensa, embora minha tendência seja reagir na hora. Não me deixe agir por impulso, baseado na emoção, pois a paciência tem mais poder que os gritos agressivos. Que bom saber que a paciência alcança muito mais que a força! Jesus, manso e humilde de coração, faça meu coração semelhante ao Seu. Amém.”

Oitavo Dia

Reflita: (O Messias) “era desprezado, era como pessoa de quem se desviava o rosto. No entanto, foi Ele quem carregou as nossas enfermidades e tomou sobre si as nossas dores. E nós o considerávamos como alguém fulminado. Mas Ele foi transpassado por causa das nossas rebeldias, esmagado por causa de nossos crimes; caiu sobre Ele o castigo que nos salva e suas feridas nos curaram. (…) Maltratado, Ele se humilhava e não abria a boca; como cordeiro conduzido para o matadouro; como ovelha muda diante do tosquiador, Ele não abriu a boca.”(Is 53,3-5.7)

“No Senhor, meu Deus, me refugio: que eu jamais seja decepcionada. Por sua justiça, salvai-me. Em suas mãos recomendo meu espírito: ‘Ó Senhor, meu Deus, Deus fiel, me resgatará’ (Sl 31,2-3.6). Todos os que se acharem a mim, encontrem em meus olhos o meu olhar acolhedor e, nos meus lábios, o sorriso de quem sabe esperar. Amém.”

Nono Dia

Faça o Sinal da Cruz e reze a seguinte Oração: “Bendito seja o Sagrado Coração de Jesus, paciente e de muita misericórdia, que teve piedade de mim. Bendita seja Santa Maria, mãe de Deus e minha também, que me dá o dom de viver dia por dia, um de cada vez. Benditos sejam São Francisco de Assis, Santo Antônio de Pádua, Santa Edwiges, Santa Rita, Santo Antônio Galvão e o servo de Deus, Padre Alderígi, que intercederam por mim. Amém.”

Reflita: “Felizes os pacíficos, porque serão chamados filhos de Deus.” (Mt 5,9)

“Aleluia, aleluia! Cristo ressuscitou, está vivo no meio de nós e trouxe vida nova ao meu coração. Glória ao Senhor ressuscitado, porque Ele encheu meu coração com a luz da paciência e me ensinou a aceitar a realidade, sem exigir que todos pensem e ajam como eu. Que alegria é descobrir que a serenidade me torna compreensiva, permitindo-me estar atenta às necessidades daqueles que me cercam. Exultai de alegria todo o meu ser, porque agora eu posso iluminar a todos os que me cercam, através de um olhar bondoso. Vou bendizer o Senhor todos os dias, porque tudo o que há de bom em mim é graça do bom Pai que ressuscitou Jesus. Amém. Aleluia!”
Faça a seguinte bênção final: “O Senhor me abençoou e me protegeu, fez resplandecer sobre mim a sua face e me deu a sua misericórdia. Voltou para mim o seu olhar e me deu a paz e muita paciência. Derramou sobre mim as bênçãos, para que, livre de todo o nervosismo, no céu possa me colocar entre os seus santos e santas. O Senhor esteja sempre comigo e que eu esteja sempre com Ele. Amém.”

Que Todos os Santos possam interceder por nós, nos auxiliando juntamente aos Anjos do Senhor com proteção, conhecimento e orientações aos melhores caminhos.

Receba orientações divinas através dos Salmos e veja o que está reservado para você! Confira!

Vença Seus Desafios de Vida Com a Ajuda de Esotéricos Experientes