Início Dicas de Bem-Estar Autoconhecimento Prazer feminino: o bê a bá do orgasmo

Prazer feminino: o bê a bá do orgasmo

0
461
Prazer feminino

Tire os moralistas e os conservadores da volta, pois hoje vamos falar, sem pudor, sobre o prazer feminino! Sim, senhoras (e senhores curiosos em proporcionar mais prazer, pelo menos eu espero), vamos falar de masturbação, orgasmo e toda aura de mistério que não deveria haver.

Afinal, trata-se de algo normal ao ser humano. Não há nada de bizarro em querer sentir prazer. Mas ao que parece, há séculos e mais séculos o prazer feminino foi relegado ao status de tabu.

Ficar excitada? Que coisa feia! Sentir vontade de fazer sexo? Absurdo! E se masturbar?! E o orgasmo?! Tudo proibido. Culturas e religiões (e não são poucas) condenam a sexualidade feminina e, por isso, vemos muitas mulheres – ainda hoje – sem sentir prazer.

Seja por vergonha ou aquela lavagem cerebral que a maioria de nós sofreu desde a infância, o prazer feminino é território proibido. Enquanto o prazer dos homens e a masturbação masculina são incentivados, nós ficamos aqui, chupando o dedo.

Pois aqui, na Iquilibrio, esse assunto não é tabu, não é proibido e nós vamos te ajudar a chegar ao orgasmo, sim!

Prazer feminino: por onde começar?

Pelo básico, minha querida, a sua vulva. Você sabe como é a sua vulva? A cor, textura, formato? Só por curiosidade, se mostrassem para você fotos de 5 vulvas, incluindo a sua, você saberia identificar qual delas é a que te pertence?

Pode parecer loucura, mas muitas mulheres não conhecem as próprias vulvas. Pior que isso, muitas que conhecem as acham “feias” ou “esquisitas” pois se comparam com… atrizes pornôs!

O cinema pornô proporciona grandes desconfortos, pois é quase impossível não se comparar. Mulheres lisinhas, sem pelos encravados, com vulvas “naturalmente” lindas, seios enormes e barrigas negativas.

A vida não é assim. A mulher real não é assim. A indústria pornô incentiva intervenções estéticas muito invasivas, como por exemplo, clareamento anal (pausa para risadinha pois ainda estamos na quinta série)!

Somos únicas, com vulvas únicas e sentimos prazer de formas diferentes. Portanto, o primeiro passo é pegar um espelho e se conhecer. Aproveite esse momento para descobrir onde você gosta de ser tocada.

Se toca, garota! Da masturbação ao sexo

Vamos mostrar o caminho das pedras para quem quer se descobrir ou se reencontrar no prazer feminino. O primeiro passo é esquecer que isso é proibido ou feio.

Já o segundo passo é conhecer a sua anatomia, como falamos no tópico anterior. Aproveite esse momento e se descubra. Mas antes de fazer isso, vamos preparar o ambiente?

Preocupação não combina com prazer

Uma mente com preocupações não deixa espaço para o prazer. Por isso, procure um lugar seguro e tranquilo no qual não vai ser pega de surpresa. Não é que você deva esconder, mas trata-se de algo genuinamente íntimo.

Então, quando estiver segura e confortável, pegue o espelho para admirar cada curva que você tem. Em seguida, comece a se tocar para descobrir o que é bom ou ruim. Não tá no clima? Vou dar umas dicas para conseguir sentir prazer.

Ficar excitada nem sempre é como ligar um botão… 

O prazer feminino exige um pouco mais de estímulo para que se tenha excitação o suficiente para chegar ao orgasmo. Claro, existem momentos em que um simples beijo nos deixa muito excitadas.

Já em outros, é preciso um pouco mais de trabalho (o que nem de longe é ruim), pois estamos com nossa cabeça em outro lugar (contas, trabalho, família). Dessa forma, vou contar o que eu mais gosto de fazer:

    • Livros e contos eróticos: eu adoro e pode ser que você goste também. Quer fazer um teste? Procure alguns contos eróticos no Google. Alguns são bem toscos e você vai cair na gargalhada, mas outros são interessantes. Quanto a livros, aqui temos alguns – Amigo Secreto, de Sylvia Day; A Casa dos Budas Ditosos, de João Ubaldo Ribeiro; Delta de Vênus, de Anaïs Nin; Codinome Lady V, de Lorraine Heath e Pornô Chic de Hilda Hilst. Bônus: se você gosta de quadrinhos, provavelmente ficará surpresa com A Louca do Sacré-Coeur (ou A Louca do Sagrado Coração) de Moebius e Jodorowsky. Eu prefiro autoras, mas abro exceção para Moebius e João Ubaldo Ribeiro.

    • Masturbação guiada: sim, isso existe e está a alguns toques na tela do seu celular. Pegue seu fone de ouvido, abra o Spotify e procure por masturbação guiada. Aparecerá uma série de podcasts, escolha o que mais deixar você à vontade. Particularmente, eu não gosto dos que são narrados por homens, parecem muito amadores. Talvez eu não tenha dado sorte mesmo.

  • Filmes: Esqueça os sites famosos entre os homens, lá o prazer feminino quase não existe. Li uma matéria na Superela que elenca os melhores 7 sites de filmes eróticos/pornô voltados para o público feminino. E o melhor, tem resenha de cada um deles!

Motores ligados! Hora da ação!

Depois de toda essa preparação, está na hora do verdadeiro prazer feminino! Você pode ir por dois caminhos: solo ou acompanhada.

Na masturbação, você conhece seu corpo, entende seu ritmo e se descobre em meio ao prazer. Fica muito mais fácil guiar o parceiro ou a parceira nesta jornada do prazer mútuo.

Ah! Vale lembrar que o prazer feminino não está atrelado à penetração, viu? Você pode chegar ao orgasmo apenas massageando seu clitóris com os dedos ou com algum brinquedinho.

Falando em brinquedos, um que anda fazendo sucesso é o sugador de clitóris, que promete levar qualquer mulher para a lua! Ainda não tive o prazer de experimentar (gostou do trocadilho?). Mas sempre tome cuidado em higienizá-los antes e depois de usar e guardar em um local que não haja contaminação.

Agora, quando você estiver acompanhada, não sinta vergonha em dizer o que gosta. Se estão dividindo esse momento tão íntimo, é porque existe uma conexão (nem que seja só carnal, mas com um pouquinho de afeto fica tudo muito melhor).

Se já forem um casal (ou trisal) e o prazer feminino acabou ficando de escanteio por conta da monotonia, convide o parceiro ou a parceira para ler algo erótico junto com você, ou assistam um filmezinho. E é claro, as massagens. Elas ativam vários pontos erógenos do corpo, além de deixar relaxada e preparadíssima para receber prazer.

Mais algumas dicas especiais

Pronto, você está preparada para ter prazer feminino do início ao fim, com direito a orgasmo e tudo. Antes de terminar, aqui vai mais algumas dicas:

  • Não se cobre para ter um orgasmo. Deixe fluir naturalmente e aproveite todo o processo, afinal existem muitos benefícios na prática;
  • Se mesmo assim ainda estiver tensa, procure ler mais sobre sexualidade, sobre como lidar com bloqueio sexual e pode utilizar terapias holísticas, como aromaterapia para ansiedade para deixar você mais tranquila para esse momento que é tão gostoso.

Esse é um assunto bem extenso, por isso, se você gostou ou quiser saber alguma coisa, deixe seu comentário aqui embaixo!

Grande abraço e até a próxima! ✨🤩

5/5 - (2 votes)