Início Astrologia Descubra quais são os tipos de astrologia

Descubra quais são os tipos de astrologia

Tipos de astrologia

Tipos de astrologia

A palavra astrologia é derivada de astron (estrelas) e logos (estudo). Diferentemente da astronomia, a astrologia se ocupa em identificar as correlações que existem entre os movimentos que se sucedem no céu e os acontecimentos na vida humana.

Desde os primórdios, a humanidade buscou na natureza formas de compreender a existência e, percebendo as constantes movimentações dos astros, o céu se tornou um dos primeiros objetos de estudo do homem. Nesse sentido, em cada parte do mundo essa observação aconteceu de forma diferente, segundo seus interesses e sua cultura.

A astrologia chinesa, por exemplo, é bem diferente da astrologia védica, praticada na Índia.

Origem da astrologia – tipos de astrologia

A princípio, a astrologia se desenvolveu como forma de adivinhação e previsão de eventos coletivos, como os grandes períodos de seca, as pragas que afetariam as plantações, as doenças que poderiam dizimar a população ou as guerras.

O foco individual da astrologia passou a existir com o advento da civilização grega e, posteriormente, da romana. A mitologia desenvolvida por esses povos foi totalmente incorporada pela astrologia, criando a vertente que conhecemos hoje, chamada de Astrologia Contemporânea. 

A Astrologia Clássica, a Moderna e a védica são oriundas dos mesopotâmicos. O nascimento da linguagem ocidental aconteceu na antiga região da Mesopotâmia, que é chamada de “berço da civilização”. Sendo assim, o único sistema astrológico que se desenvolveu de forma independente da influência desses povos foi o Chines. Além da variação das técnicas e das bases filosóficas de cada vertente da astrologia, a experiência de cada astrólogo também influencia a sua interpretação. No Brasil, as vertentes Clássica e Moderna são as mais conhecidas.

Quer fazer seu mapa astral? Clique aqui!

4 vertentes são as mais conhecidas

Astrologia Tradicional ou Clássica – tipos de astrologia

A vertente mais antiga da astrologia é baseada nos textos que datam do período helenístico até o renascentismo (que tem duração de dois milênios). Ela parte da ideia de que há um desígnio divino que se apresenta pela linguagem de analogias dos astros.

O foco teórico é o entendimento do tempo e de suas qualidades, o que permite oferecer previsões devido à natureza cíclica dos trânsitos astrológicos. Essa vertente faz previsões através de cálculos exatos e usa uma leitura simbólica, focada nos planetas e suas forças ou fraquezas, dependendo da posição por signo, casa e aspectos principais. 

Astrologia Moderna ou Contemporânea 

A vertente mais atual da astrologia é focada nos trânsitos planetários e considera astros que são recém descobertos pela astronomia: Urano, Netuno, Plutão, Quíron, Lilith e asteroides. Devido à inclusão desses corpos celestes, a regência dos signos se modificou. Ela tem um visão mais individualista, buscando interpretar a personalidade do indivíduo com um viés psicológico ou esotérico. Esse é o sistema astrológico mais comum atualmente, principalmente por ser difundido pela mídia em horóscopos.

Astrologia Védica ou Jyotish – tipos de astrologia

Essa vertente da astrologia é praticada originalmente na Índia e utiliza os mesmos planetas e signos da astrologia tradicional. Ela utiliza o zodíaco sideral como ponto de partida e tem as estrelas como ponto de referência (o que difere da astrologia clássica, que tem a Terra como ponto de referência). Essa modificação altera os posicionamentos em relação a como o cálculo é feito no ocidente. A Astrologia Védica também carrega conceitos da cultura indiana, como karma e dharma. Ela também é chamada de Jyotish, que significa luminoso ou celeste. O mapa astral védico representa os padrões cármicos do passado da pessoa. 

Astrologia Chinesa  – tipos de astrologia

Assim como a linguagem ocidental tem 12 signos solares, a versão chinesa inclui 12 signos anuais, representados por igual número de animais. E em vez de quatro elementos da natureza vistos na linha tradicional, na chinesa há cinco: Madeira, Fogo, Terra, Metal e Água. Cada ano, mês, semana e hora tem uma combinação diferente entre os itens que representam essa astrologia.

Essas quatro vertentes são as mais conhecidas na contemporaneidade.

Outras vertentes – tipos de astrologia

Astrologia Asteca ou Maia: foi desenvolvida e praticada na América Central com a  proposta de guiar a religião, a guerra e a vida cotidiana. 

Astrologia Esotérica: usa os conceitos da astrologia principalmente para especulações filosóficas, em detrimento da aplicação prática, que envolve as preocupações da vida cotidiana. 

Astrologia Medieval: foi desenvolvida e praticada pela civilização árabe entre 750 d.C. até 1.500 d.C. 

Astrologia Cabalística: vertente baseada na fusão de princípios astrológicos e da cabala judaica.

Além das diferenças com base na filosofia que embasa cada um das vertentes astrológicas e na teoria criada a partir dela, também existe a diferença em relação à finalidade da leitura do mapa astral.

Quer fazer seu mapa astral? Clique aqui!

Diferentes finalidades da leitura do mapa astral

Astrologia médica 

Essa vertente correlaciona os simbolismos astrológicos com questões de saúde. Na análise de um mapa astral por meio dessa perspectiva, o Sol, a Lua, o ascendente, os aspectos e as casas são interpretados como significadores de saúde. As duas principais casas analisadas nesse tipo de interpretação são a casas VI (que se relaciona diretamente com a saúde, além do trabalho e da vida cotidiana) e a casa XII (que diz sobre a saúde mental e o inconsciente coletivo.

Astrologia vocacional 

A astrologia vocacional é baseada na interpretação do mapa levando em conta todas as predisposições intelectuais, os potenciais e desafios da personalidade do indivíduo, os talentos e aquilo que pode ser compreendido como a sua missão de vida.

Astrologia empresarial 

A astrologia empresarial é focada na análise da compatibilidade entre sócios, das grandes aquisições ou cisões e das mudanças de estratégia de uma empresa. A identificação dos potenciais e desafios de uma corporação ajuda a estruturá-la e expandi-la, através da criação de planejamentos de curto, médio e longo prazo.

Astrologia eletiva 

Essa vertente busca o melhor momento para iniciar algo – um projeto, uma empresa, como um casamento ou uma cirurgia. A depender do contexto, é possível conjugar os princípios horários com os do assunto em questão, tais como entrevista de emprego (vocacional) e agendamento de cirurgia (médica).

Astrocartografia 

A astrocartografia é uma área da astrologia que integra o mapa astral de uma pessoa com o mapa mundial, mostrando em quais lugares específicos da Terra é possível encontrar determinadas energias planetárias. Ela é utilizada para planejar viagens ou mesmo mudanças de país. 


Artigos relacionados:


 

Quer fazer seu mapa astral? Clique aqui!