Início Dicas de Bem-Estar Autoconhecimento Por que as mudanças pessoais doem tanto? Desapegue!

Por que as mudanças pessoais doem tanto? Desapegue!

0
429
Mudanças pessoais

Ahh… as mudanças pessoais! Dificilmente elas vêm acompanhadas de sorrisos e intensa felicidade. Mudar dói, exige esforço, dá medo. Mas não deveria ser assim. 

Então, por que sofremos tanto?

Porque o desconhecido e o novo dão medo. Porque sair da zona de conforto dá trabalho. E em um mundo tão imediatista, queremos pular essa transição como pulamos a abertura das séries da Netflix, não é mesmo? 

Confesso que algumas aberturas eu pulo, porque quero chegar logo no episódio e ver o desenrolar da história. Tenho preguiça de ver a mesma coisa e impaciência em esperar. O mesmo acontece com as mudanças, nós as queremos, mas sem esperar.

Desejamos ser pessoas melhores, mas lavar a garrafa pet depois de usar para fazer a reciclagem dá trabalho. Ao mesmo tempo, queremos uma vida mais saudável comendo ultra processados. Nos indignamos com a corrupção, mas pagamos TV a cabo pirata (famosa “gatoNet”).

Que atire a primeira pedra quem nunca fez isso e adiou as mudanças pessoais! Eu nem sei onde encontrar a pedra, quem dirá atirar!

Procrastinação não combina com mudanças pessoais…

Depois eu faço. Segunda-feira eu começo. Depois do Natal eu concluo. Amanhã eu retorno. Mais tarde eu penso nisso. Essas frases são muito comuns para quem está em processo de mudança pessoal.

E a primeira batalha a ser vencida é a da procrastinação. Deixar para depois só fará com que o processo fique mais demorado e você ensina seu cérebro a adiar as tarefas.

Por isso, se esforce um pouco e pelo menos comece uma de suas mudanças pessoais. Não precisa ir de 0 a 100 do dia para noite. Afinal, grandes mudanças acontecem aos poucos e acelerar o processo pode prejudicar o seu crescimento e amadurecimento.

Sabe, um dos grandes motivos de muitas de nós procrastinarmos? Não queremos nos desapegar do que já fomos e do que já acreditamos.

Nada do que foi será de novo do jeito que já foi um dia. Tudo passa, tudo sempre passará!

A vida vem em ondas

Como um mar

Num indo e vindo infinito

Sim, essa é a famosa música do Lulu Santos em parceria com Nelson Motta. Eu poderia escrever a letra inteira, mas quero que você ouça a melodia e reflita.

Desapegar do que já passou, do que já fomos e do que já acreditamos não é uma fraqueza e muito menos sinal de instabilidade emocional.

Evoluir é despir-se de ideias antigas e abraçar o novo, é se expor, dar a cara a tapa, sofrer, mas melhorar e ser uma versão incrivelmente melhor de si mesma.

Entretanto, as mudanças pessoais não implicam em passar uma borracha no passado e apagar tudo. As mudanças são frutos do que já fomos e pensamos, logo, esquecer o passado não ajuda.

Precisamos lembrar quem fomos, de onde viemos, o que acreditamos e, principalmente, porque queremos mudar. E você, está desapegando de quê para ver as mudanças acontecerem? Conte nos comentários!

Mudanças pessoais para se inspirar ✨

Sim, mudanças pessoais são muito íntimas e eu não duvido disso, mas alguns exemplos podem ajudar as coleguinhas a identificar uma mudança a caminho.

Afinal, nem sempre notamos que estamos mudando, pois tudo acontece de forma devagar. E fica mais lento ainda se não nos damos conta do que está acontecendo. Dessa forma, separei, aqui embaixo, uma série de mudanças comuns e que são boas para quem busca ser feliz e mais leve.

Aprender a dizer não

Por medo de magoar, desagradar e até mesmo perder as pessoas que estão conosco, dizemos sim para situações em que um não é mais que bem-vindo. Geralmente, passamos por cima de nossas vontades, de nossas crenças e opiniões apenas para agradar.

Bem, as coisas não funcionam dessa forma. Dizer não para o que não se quer fazer é um ato de amor próprio. Respeite-se e imponha-se. Lembre-se que uma negativa não significa que a pessoa deixará de amar você.

Se a pessoa se ofender e sair da sua vida, pode até doer, mas agradeça o universo por tirar alguém tão egoísta da sua volta.

Você não é o sol, então o mundo não tem que girar ao seu redor

Aquela indireta no Instagram pode não ser para você, o copo sujo na pia não é só para te irritar, o seu doce favorito na casa de um amigo não é por sua causa e o mundo não deve parar porque você precisa de ajuda e atenção.

Sim, você pode ser um pouco egoísta e narcisista, mas isso tem jeito. Não se coloque no centro de tudo pois as vezes estar junto com todos, de escanteio, é mais proveitoso.

Reveja suas atitudes, afinal, ninguém gosta de uma amiga mimada. Cresça, seja independente, seja feliz e, principalmente, não use os outros de escada. 

A juventude não dura para sempre

Use filtro solar, beba água, pratique exercícios e faça coisas que te dão prazer. Ou seja, cuide da sua saúde física e mental. Confesso, é muito bom comer porcarias, ficar sentada em frente ao celular e praticar levantamento de controle remoto.

Mas fazer isso por um longo tempo pode deixá-la sedentária e afetar profundamente sua saúde. E não é só o seu corpo que sofre, sua mente também, pois se já tiver tendência a ter depressão, isso pode se agravar.

E aí, vira um ciclo: você fica triste e não faz exercício / não faz exercício e fica mais triste ainda. Vamos quebrar esse ciclo?

Todos os excessos não são bem-vindos

Os vícios, exageros e excessos nunca fazem bem. Dormir demais, dormir pouco, comer muito, comer quase nada, jogar demais, perder o controle e se entregar aos vícios são situações muito perigosas.

Por isso, vamos repensar os excessos? Vamos cuidar dos vícios? O primeiro e mais importante passo é admitir que existe um problema. Converse com as pessoas que convivem com você, demonstre interesse em mudar e peça ajuda.

Não sabe com quem contar? Procure um médico, psicólogo, terapeuta ou psiquiatra. O SUS oferece alguns serviços, assim como os CAPS (Centro de Apoio Psicossocial).

Mude, evolua e busque a felicidade

Mudanças pessoais causam medo, dói, mas não é impossível. Por isso, invista em você mesma, não abra mão da sua felicidade e busque sempre ser a sua melhor versão.

E aí, quais mudanças você quer daqui para frente? Conta aqui nos comentários!

Grande beijo e até a próxima! ✨

5/5 - (1 vote)