Início Espiritualidade Guias Espirituais – Quem são?

Guias Espirituais – Quem são?

O que são guias espirituais

“O que são guias espirituais?”, você já deve ter feito essa pergunta!

Geralmente, os seres espirituais mais conhecidos são os anjos da guarda. Ouvimos de familiares, quando ainda pequenos, que era necessário rezar para o nosso anjinho da guarda quando estivéssemos com medo, ou ainda para zelar nosso sono depois de um pesadelo.

As religiões e doutrinas filosóficas religiosas possuem – cada uma com suas crenças e particularidade – seres, entidades, guias, mestres ou mentores, que são designados antes mesmo de nascermos. Eles são conhecidos como aqueles que nos guiam e nos protegem ao longo da nossa vida.

Segundo a doutrina espírita, quando nascemos, o plano astral e os seres espirituais já estão designados para nos acompanhar na trajetória da vida terrena.

O plano astral é constituído por esses seres espirituais que são hierarquizados por escalas evolutivas.

Anjos – o que são guias espirituais?

A palavra anjo significa “Mensageiro de Deus”. A forma mais difundida de contato com os anjos da guarda é por orações e preces.

Os anjos da guarda são espíritos protetores, com a missão de nos ajudar a cumprir as provas evolutivas ao encarnarmos. Eles não possuem corpo físico, mas podem assumi-lo se for necessário, como acontece em algumas sessões de umbanda no momento de abertura da gira.

Aprenda 4 orações para seu anjo da guarda!

Mestres

São conhecidos assim porque já alcançaram um grau de evolução e não precisam mais encarnar na Terra. Eles ficam em planos superiores ao nosso e a forma de conexão com eles se dá por meio da prática de “canalização de energia”, ou em rituais específicos.

Mentores Espirituais

Espíritos que não atingiram o mesmo grau de evolução dos Mestres, mas ainda assim são mais evoluídos do que nós, seres encarnados. Isso quer dizer que o grau mais elevado que atingiram, os tornam muito sábios e puros de alma. Eles estão sempre conosco para nos ajudar na de vida. Trabalham tanto no plano astral quanto no terreno.

Todos nós temos um ou mais Mentores que nos guiam nesta trajetória terrena.

Conexão – o que são guias espirituais?

Conseguimos nos conectar com os Mentores Espirituais, de acordo com a nossa frequência vibracional. Para que isso ocorra, devemos estar na mesma sintonia que eles e conseguiremos isso trabalhando o nosso lado emocional e estando de bem conosco.

Ou seja, mentores espirituais são seres de luz que estão conosco para nos iluminar, nos guiar no caminho do bem, para nos ajudar a evoluir espiritualmente.

Já os guias espirituais são como os nossos irmãos espirituais e podem também ser alguns antepassados que ainda não encarnou, mas mantém essa ligação astral de carinho para nos proteger.

Eles se aproximam de nós quando estamos tristes, em momentos difíceis, de dor, perdas, perigo. Sentimos a presença deles conforme o nosso grau de mediunidade e sensibilidade.

O contato com eles acontece por sonhos, visões, sensações de formigamento em pontos da perna, mãos, etc.

Aproveite para aprender como você pode desenvolver sua espiritualidade:

Guias espirituais – Umbanda e Candomblé

As entidades de Umbanda e os orixás do Candomblé, por exemplo, são guias espirituais que realizam o trabalho espiritual se conectando os seus corpos fluídicos à matéria do médio, assim dando início ao que conhecemos como incorporação. Por intermédio dos médiuns eles fazem trabalhos de cura, se limpeza do energético do ambiente, dão passes, entre outras ações.

O importante na jornada da vida terrena, aliada com a missão espiritual é buscar meios de fortalecimento físico e mental para que o nosso corpo espiritual e canais mediúnicos estejam equilibrados, a fim de podermos entrar em contato e nos conectar com os seres iluminados.


Escrito pelo consultor Eduardo Garcia.

Conheça mais sobre o Consultor Eduardo Garcia

Meu nome é Eduardo Garcia, sou tarólogo profissional há mais de 7 anos.

Iniciei minha jornada esotérica bem cedo, aos 13 anos. Comecei a me interessar por astrologia e espiritualidade, achei que era apenas um hobbie, não me passava pela cabeça que o esoterismo seria uma profissão. O tempo passou e cada vez mais eu me aproximava da espiritualidade.

Sou formado em Comunicação Social e até 3 anos atrás eu ainda exercia a minha profissão em paralelo, mas senti um chamado espiritual após uma consulta esotérica que mexeu muito comigo e a partir desse momento eu abdiquei de tudo para viver o universo esotérico em plenitude.

Fale com o consultor Eduardo Garcia e receba orientações para transformar sua vida!

Rate this post