Flor da Vida – A Luz em formas geométricas

0
617
a flor da vida

Talvez você já tenha ouvido falar a respeito da Flor da Vida, mas desconhece o seu real significado. Para compreendê-la no entanto é preciso entender um pouco sobre a Geometria Sagrada, onde acredita-se que tudo que se possui consciência originou-se dela.

Tudo que existe em nosso Universo integra-se a somente 1 imagem expressa na Geometria Sagrada, ela representa o segredo do espaço, da dimensão e do tempo. E assim, cada grau de consciência tem uma forma de identificar a sua existência por meio da forma na qual ela está ligada.

texto-destaque-cta-1-categoria-espiritualidade

texto-botao-cta-1-categoria-espiritualidade

Ou seja, não há nada que não esteja contido dentro desse padrão da Linguagem da Luz, desde as cores, músicas e átomos por exemplo e ele se estabelece por meio de repetições, de onde surge a Flor da Vida.

Flor da Vida – Significado

A repetição de circunferências criam anéis que unidos lembram imagens de flores, daí surgiu o nome de Flor da Vida. Ela representa a expansão da consciência, onde tem-se a oportunidade de sair de consciências passadas por exemplo – isso inclui sofrimentos kármicos, de outras vidas – por meio do entendimento pleno e partir assim para o sucesso e realizações buscando a consciência do presente.

As formas geométricas apresentam uma maior conexão com o homem em seu estudo místico do que os números por exemplo, esse fato acontece pois ao se formarem as imagens, elas passam características emocionais muito mais fortes do que os numerais que trabalham de uma forma mais conceitual. E por meio delas também torna-se mais fácil criar objetos inspirados em suas linhas de vibrações, por isso encontramos imagens que lembram a Flor da Vida em vários lugares como até mesmo na arte.

Os desenhos de flores que se originam nessa imagem provém de círculos sobrepostos com espaçamentos idênticos, onde o centro de cada um cria a circunferência de outros seis círculos que partem do mesmo diâmetro, o que causa essa formação das 6 pétalas das flores. Sendo assim, ela forma uma espécie de corrente de DNA que contém dados de toda vida do Universo, tanto das atuais como as das que já estão no passado.

Há diversos estudos religiosos sobre o segredo da vida, e todos eles usam a questão da Flor para criarem a lógica de toda corrente de existência. Seja no antigo segredo da Flor da Vida (usado já pelos egípcios) ou em análises atuais, entende-se que ela é a chave para o surgimento de tudo que conhecemos.

As etapas do desenvolvimento da vida

Ao se entender que a Flor da Vida é um dos principais símbolos da Geometria Sagrada, temos em sua complexa análise a sua escala de composição, que são as formas encontradas em sua criação. São elas:

Semente da Vida

A semente simboliza o seu surgimento, o seu nascer.

Ovo da Vida

É a sua forma de expansão, de crescimento. É constituído pelos 7 círculos que formam a primeira imagem de flor, ele é a representação do embrião, daqui nasce o Cubo (um dos 5 sólidos platônicos).

Fruto da Vida

É o seu escudo, sua proteção. Formado por 13 círculos, aqui ele apresenta uma forma mais expandida sendo chamado de planta arquitetônica do Universo. Traçando uma linha que parte do centro de cada círculo, onde se liga ao outro, tem-se em uma forma completa 78 linhas, essas formam o Cubo de Metatron.

Árvore da Vida

Sua forma final que fará com que novas sementes nasçam e expandam esse ciclo de vida. A Árvore da Vida é a própria representação da Cabala, onde é possível por meio desta sentir e entender as vibrações da mais pura criação, do Deus maior.

A presença da Flor da Vida na história

Monte Sinai, as sinagogas Israel, sítios arqueológicos romanos, Marrocos, obras italianas de arte do século XIII, nos Templos das Grutas de Ajanta na Índia, no Templo Dourado, Hungria, México, Peru, Bulgária, templos chineses e japoneses e é claro, a famosa flor egípcia gravada no Templo de Abidos, – esta acreditou-se por muito tempo que seria a mais antiga, porém um exemplar que está no Museu do Louvre, encontrado em um palácio do rei assírio Assurbanípal foi datado como o mais antigo.

Vale a pena lembrar que Leonardo da Vinci foi um dos principais estudiosos da Flor da Vida, tendo representações até mesmo em suas obras de arte.

Compreender a energia da Flor da Vida é poder se ligar à essência do Universo, entender o todo. Quando se encontra esse tipo de conhecimento, as pessoas são capazes de trazerem benefícios diversos para as suas vidas, além de paz e encontro das melhores respostas para todos os tipos de adversidades.

texto-destaque-cta-2-categoria-espiritualidade

texto-botao-cta-2-categoria-espiritualidade

Flor da Vida – A Luz em formas geométricas
Avalie esse post!